Hotéis para pets são nova aposta do setor

A veterinária Luísa Furlan Costa dedica todo seu amor aos animais de estimação. Foto: Ana Elisa Barreiro

Cada dia mais buscamos conforto e segurança para os nossos pets. Quando pensamos em viajar, seja a trabalho ou lazer, uma das primeiras preocupações que vem em mente é onde irei deixar o meu animalzinho? Ele estará seguro? Ficará feliz?
Atualmente, existem hotéis para animais que atendem essa necessidade com muito conforto e segurança. O Pet Hotel é um deles. Há quatro anos na cidade de São José do Rio Preto, a clínica oferece hospedagem para animais. Gatos, cachorros, pássaros, hamsters, todos são bem-vindos.
A veterinária e proprietária do local, Luísa Furlan Costa, contou um pouco sobre como funciona o sistema de hospedagem.
No Pet Hotel, os bichos podem se hospedar ou ficar na creche. Muitos donos que trabalham o dia todo preferem deixar os animais no local para que não fiquem sozinhos em casa.
Eles têm um espaço onde ficam livres, brincam, são felizes e recebem muito carinho. A estrutura de 600m² fica em um barracão especialmente projetado. Os animais não ficam 100% do dia soltos, pois precisam do momento de descanso e alimentação.
Brincam e se socializam com os outros cachorros. Os dormitórios são especiais, feitos para animais de pequeno, médio e grande portes, onde são setorizados.
Durante o período que ficam soltos os monitores estão presentes para cuidarem dos animais e dar a assistência necessária. A equipe conta com um veterinário, monitores e a assistência é 24h.
O espaço recebe todos os tipos de animais com dormitórios individuais. Durante a época de festas de fim de ano, como Natal e Ano Novo, a lotação é garantida. O Pet Hotel tem uma capacidade para 32 acomodações, dez dormitórios para gatos e exóticos ficam em seus viveiros.
O valor médio da hospedagem é de R$ 45, que varia de acordo com o porte do animal.
Mas atenção existem alguns requisitos para hospedar ou deixar o seu animal na creche. É importante que os animais estejam com as vacinas em dia, remédio de verme e carrapatos. E os gatos, são aceitos somente os castrados, para que a socialização dos animais possa acontecer.
Os proprietários podem agendar uma visita antes de reservarem a hospedagem.
“Quando eu vim do Paraná, cidade onde morava, senti a necessidade de fazer um lugar onde os animais se sentissem confortáveis. Nosso intuito não é adestrar o animal e sim que ele seja livre, feliz, aproveite o espaço, brinque”, ressaltou a veterinária.
Luísa também falou sobre a importância do animal estar em um local onde possa conviver com os outros, brincar e sentir-se em casa.
“O cachorro ficando em casa pode ficar em um estado de stress muito grande, para ele o lar é onde o dono está. Então muita gente acaba deixando em casa, porque acha que para o animal é melhor. Mas não, a convivência com os outros animais, o gasto de energia, o carinho que ele recebe é essencial. Eles precisam de atenção e podem encontrar em um local como este”, frisou.
Esse mercado tem crescido não somente nas cidades grandes, como também em cidades menores, como é o caso de Olímpia. A Fairy of Dogs, hotel para animais existente na cidade também há quatro anos, oferece o serviço para todos os tipos de pets, aves, répteis, anfíbios e roedores. O local disponibiliza quase todos os serviços que a Pet hotel, exceto o atendimento veterinário. Contando com um auxiliar de veterinário para os primeiros socorros caso seja necessário.
O espaço conta com uma ampla programação com brincadeiras, enriquecimento ambiental e brincadeira na piscina sempre com a presença de monitores treinados. São disponibilizados também comedouros, bebedouros, brinquedos e petiscos.
Entre as exigências está a vacinação em dia. Além disso, é obrigatório trazer o que o animal está habituado a comer (ração ou comidas naturais). O custo da hospedagem varia de R$ 50 a R$ 70.
Para Lenita Pagiatto, proprietária do local, a hospedagem é a melhor opção trazendo benefícios para os cães e seus donos que ficam tranquilos enquanto viajam ou trabalham.

Por Isabela MARTINS – redação do Jornal DHoje Interior

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS