Hospital de Base de Rio Preto terá ala para tratamento de queimaduras

Eleuses Paiva (vice-prefeito de Rio Preto) / Jacyr Costa Filho (diretor da Região Brasil do Grupo Tereos / Edinho Araújo (prefeito de Rio Preto)

Nos últimos dois anos, quatrocentos e oitenta e seis pessoas, vítimas de queimaduras, foram atendidas pelo Hospital de Base (HB) em São José do Rio Preto. Isso dá uma média de vinte pessoas a cada mês. Os pacientes com maior complexidade recebem os primeiros atendimentos em Rio Preto e em seguida são encaminhadas para hospitais especializados em queimaduras, como o Hospital Padre Albino na cidade de Catanduva. Mas esta situação deve mudar em breve. É que o Hospital de Base recebeu uma doação no valor de R$1 milhão. A doadora foi a Tereos, segunda maior produtora de açúcar do mundo. Esse valor será usado como parte do projeto de instalação de um centro de tratamento especializado em vítimas de queimaduras graves.

“Faltava para Rio Preto um centro como este que será construído. Não tem sentido nenhum um complexo tão grande como o HB não ter um centro de queimados. Os pacientes que recebem os primeiros socorros aqui têm que ser encaminhados para outros hospitais da região para que o tratamento seja concluído, e isso é incômodo”, disse Horácio Ramalho, diretor do Centro de Estudo em Pesquisas de Saúde.

“Saber que estamos contribuindo com a construção de uma obra tão importante para o tratamento humanizado de vítimas de acidentes com queimaduras graves na maior cidade da região nos deixa gratificados. Já fizemos investimentos no Hospital do Câncer de Barretos e também em cinco Santas Casas da região. Agora é a vez de Rio Preto ganhar este centro. O Hospital de Base é muito importante não só para a região noroeste, mas para todo o Estado de São Paulo”, falou Jacyr Costa Filho, diretor da Região Brasil do Grupo Tereos.

O objetivo da nova ala é garantir atendimento de qualidade a 100% das vítimas de queimaduras graves da cidade e tornar o HB referência também nesse tipo de tratamento. A doação da Tereos vai permitir a adequação de uma área de 805 m², localizada no 1º andar do Bloco D. O projeto prevê a aquisição de equipamentos, a instalação de consultórios ambulatoriais e toda a estrutura para a recuperação dos pacientes. Além da doação da Tereos, serão aplicados recursos da Funfarme, fundação mantenedora do Hospital de Base.

O prefeito de Rio Preto, Edinho Araújo, disse que esta área de queimados é muito sensível. “Poucas cidades no Brasil têm centros de tratamento especializados em queimaduras. Esta obra vai ser mais uma opção para a população que não precisará se deslocar para se curar”.

“Doações de instituições parceiras são fundamentais para podermos manter nossa Fundação. Em tempos de crise, é necessário ir além do apoio dos governos e contar com a ajuda também da sociedade. Estamos imensamente agradecidos e esperamos que esse exemplo seja seguido por mais empresas, a fim sempre de ajudar o próximo”, afirmou o diretor executivo da Funfarme, Jorge Fares.

O repasse faz parte de captação efetuada pela Tereos junto ao BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), que inclui uma linha de financiamento para Investimentos Sociais das Empresas (ISE), disponibilizada pelo banco desde 2006 para projetos que reforcem a responsabilidade social corporativa.

A obra, orçada em R$7,4 milhões, ainda não tem data definida para conclusão, mas Ramalho explica que com certeza esta doação de R$1 milhão já e um pontapé inicial para que este centro de tratamento em queimaduras se torne realidade em Rio Preto.

 

Tipos de Queimaduras

A Sociedade Brasileira de Queimaduras divide as lesões em térmicas, químicas, elétricas ou radioativas – até mesmo animais (água viva por exemplo).

Queimaduras térmicas: são provocadas por fontes de calor como o fogo, líquidos ferventes, vapores, objetos quentes, queimadura de sol, exposição ao frio intenso.

Queimaduras químicas: são provocadas por substâncias químicas em contato com a pele ou mesmo através das roupas

Queimaduras por eletricidade: são provocadas por descargas elétricas.

Além disso, as queimaduras também podem ser divididas de acordo com a profundidade da lesão causada por ela.

1° GRAU

 

Tipos de Queimaduras

A Sociedade Brasileira de Queimaduras divide as lesões em térmicas, químicas, elétricas ou radioativas – até mesmo animais (água viva por exemplo).

Queimaduras térmicas: são provocadas por fontes de calor como o fogo, líquidos ferventes, vapores, objetos quentes, queimadura de sol, exposição ao frio intenso.

Queimaduras químicas: são provocadas por substâncias químicas em contato com a pele ou mesmo através das roupas

Queimaduras por eletricidade: são provocadas por descargas elétricas.

Além disso, as queimaduras também podem ser divididas de acordo com a profundidade da lesão causada por ela.

1° GRAU

Também chamada de queimadura superficial, são aquelas que envolvem apenas a epiderme, a camada mais superficial da pele. Os sintomas são intensa dor e vermelhidão local, mas com palidez na pele quando se toca. A lesão da queimadura de primeiro grau é seca e não produz bolhas. Geralmente melhoram no intervalo de 3 a 6 dias, podendo descamar e não deixam sequelas.

2º GRAU

Atualmente é dividida em segundo grau superficial e segundo grau profundo. A queimadura de segundo grau superficial é aquela que envolve a epiderme e a porção mais superficial da derme. Os sintomas são os mesmos da queimadura de primeiro grau, incluindo ainda o aparecimento de bolhas e uma aparência úmida da lesão. A cura é mais demorada podendo levar até três semanas, não costuma deixar cicatriz, mas o local da lesão pode ser mais claro.

As queimaduras de segundo grau profundas são aquelas que acometem toda a derme, sendo semelhantes às queimaduras de terceiro grau. Como há risco de destruição das terminações nervosas da pele, este tipo de queimadura, que é bem mais grave, pode até ser menos doloroso que as queimaduras mais superficiais. As glândulas sudoríparas e os folículos capilares também podem ser destruídos, fazendo com a pele fique seca e perca seus pelos. A cicatrização demora mais que três semanas e costuma deixas cicatrizes.

3º GRAU

Queimaduras profundas que acometem toda a derme e atinge tecidos subcutâneos, com destruição total de nervos, folículos pilosos, glândulas sudoríparas, e capilares sanguíneos, podendo inclusive atingir músculos e estruturas ósseas. São lesões esbranquiçadas/acinzentadas, secas, indolores e deformantes que não curam sem apoio cirúrgico, necessitando de enxertos.

 

Principais causas de queimaduras:

  • Líquidos superaquecidos
  • Combustível
  • Chama direta
  • Superfície superaquecida
  • Eletricidadeser destruídos, fazendo com a pele fique seca e perca seus pelos. A cicatrização demora mais que três semanas e costuma deixas cicatrizes.3º GRAU

    Queimaduras profundas que acometem toda a derme e atinge tecidos subcutâneos, com destruição total de nervos, folículos pilosos, glândulas sudoríparas, e capilares sanguíneos, podendo inclusive atingir músculos e estruturas ósseas. São lesões esbranquiçadas/acinzentadas, secas, indolores e deformantes que não curam sem apoio cirúrgico, necessitando de enxertos.

     

    Principais causas de queimaduras:

    • Líquidos superaquecidos
    • Combustível
    • Chama direta
    • Superfície superaquecida
    • Eletricidade
    • Agentes químicos
    • Agentes radioativos
    • Radiação solar
    • Frio
    • Fogos de artifícios
COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS