Homem é multado em R$ 23 mil por manter aves nativas em cativeiro

Um homem, de 56 anos, foi multado em R$ 23 mil na manhã desta terça-feira (14), por manter aves em cativeiro, em um condomínio localizado na região norte de Rio Preto.

De acordo com informações da Polícia Ambiental, uma equipe que fazia patrulhamento foi até uma chácara averiguar uma denúncia de rinha de canário.

Quando chegaram ao local, o homem, que teve seu cadastro de criador de pássaros cancelado em 2010 por causa de uma multa por irregularidades com suas aves, negou a prática de rinha.

Entretanto, na propriedade, os policiais ambientais apreendem um compartimento equipado com anilhas marcadoras, uma balança e separadores, próprios para a prática ilegal.

Também foram aprendidos dezenas de gaiolas, compartimento de transporte e uma gaiola conhecida como ‘batedeira’, usada para a captura de aves que vivem soltas, além de 46 canários da terra, espécie nativa da fauna brasileira.

Todo o material foi destruído em um ponto de apoio da cidade. Já os canários foram soltos em uma mata da região, pois apresentavam boa saúde e grande agitação, sinais de recente captura.

Além da multa de R$ 23 mil, o homem responderá em liberdade por crime ambiental por manter as aves em cativeiro.

 

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS