Homem é morto após assaltar família em Bady Bassit e trocar tiros com a PM

Um homem suspeito de participar de assalto a uma casa de Bady Bassitt foi morto pela Polícia Militar em Mirassol, na noite de anteontem. Ele não estava com documento e, por isso, ainda não foi identificado.

De acordo com informações da Caep (Companhia de Ações Especiais) da PM, o assalto teria sido praticado por dois homens armados, um com revólver e outro com pistola. Eles invadiram a casa e renderam um homem de de 56 anos e um rapaz de 29 anos, pai e filho, ambos pecuaristas.

Ainda conforme a PM, as duas vítimas foram amarradas e, enquanto isso, os ladrões recolheram objetos de valor, além de R$ 16 mil em dinheiro. Os objetos, principalmente eletrônicos, foram colocados em um Vectra da vítima, que foi usado para a fuga.
O caso foi passado para a PM, e, uma hora depois, em patrulhamento pela estrada municipal de Mirassol a Bady Bassitt, policiais da Caep encontraram o Vectra. Quando pediram para o carro parar, o suspeito teria tentado fugir a pé pelo matagal.

Nesse momento, segundo a PM, o homem teria efetuado tiros em direção aos policiais, que revidaram e atingiram o suspeito no tórax e no abdômen.

O homem chegou a ser levado até a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) de Mirassol, mas não resistiu a gravidade dos ferimentos. Com ele, além do carro roubado foram encontrados todos eletroeletrônicos, além de R$ 10,5 mil dos R$ 16 mil roubados. Ele foi reconhecido pelas vítimas do assalto. O corpo está no IML de Rio Preto a espera de identificação. A polícia não identificou o outro assaltante envolvido.

Como todos os casos de tiroteio entre um policial militar e o suposto ladrão, a PM faz um inquérito militar para investigar o que realmente aconteceu e tudo é encaminhado ao Ministério Público.

Da Redação

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA