Homem é detido com simulacro de pistola em Rio Preto

A Polícia Militar acabou foi acionada por funcionários de um estabelecimento comercial na Avenida Dr. Fernando Costa, na manhã desta sexta-feira (13), depois que um homem entrou e tinha, na cintura, um volume suspeito.

No local, os agentes constataram que se tratava, na verdade, de um simulacro de arma de fogo que, segundo declarações do portador, fora comprado para “inibir” outras pessoas que andava fazendo ameaças contra ele. Esse simulacro, era uma pistola de airsoft, uma espécie de arma à gás bastante utilizada em simulações de operações policiais ou militares para recreação. A arma não é letal.

Dhoje Interior

Segundo o portador, o simulacro custou cerca de R$ 100, mas ele disse não saber nem o nome e nem o endereço do vendedor do objeto.

Após verificação no sistema, o nome do homem foi encontrado com dois inquéritos policiais. Um por embriaguez ao volante e o outro por violência doméstica.

NO RIO DE JANEIRO
Apesar de ter negado qualquer intenção de utilizar o simulacro para cometer assaltos ou algo do gênero, o caso Rio Preto lembrou a situação envolvendo um rapaz que sequestrou um ônibus no Rio de Janeiro (RJ) e ameaçava incendiar o veículo com 37 passageiros.

O sequestrador, que tinha uma arma de brinquedo nas mãos, foi morto por um atirador de elite.

Por Ygor ANDRADE