Comércio aposta em aquecimento na venda de frutas natalinas

Comércio já montam estoque de frutas para a ceia de Natal (Foto: Arquivo Pessoal)

No Natal, todos os ambientes da noite podem ser decorados com taças, bolas de natal, árvores, velas e flores. Mas, uma mesa preparada para a ceia de Natal é formada por pratos principais e claro frutas da estação diversas.

A cereja é um clássico do Natal brasileiro, mesmo não sendo uma fruta típica do nosso país. De origem asiática, a fruta se adaptou bem ao clima do Brasil e as cerejeiras ficam recheadas de saborosos frutos com a chegada do verão.

Ela é rica em vitaminas A, B e C, além de ser boa fonte de minerais e fibras alimentares. Pode ser usada para acompanhar doces servidos na sobremesa ou até mesmo para criar caldas e receitas exóticas de carne e acompanhamentos.

A ameixa é presença certa no final de ano. Além de ajudar a fazer uma bela composição para a mesa por conta de sua forte coloração vinho, ela também é presença constante nas receitas elaboradas no Natal e Réveillon.

Rica em fibras alimentares extremamente benéfica para a saúde do sistema gastrointestinal, a ameixa também é fonte de vitamina C,A e K. Pode ser usada em receitas doces, salgadas e também faz sucesso nos drinks e sucos.

A uva é tradicional na mesa de Natal. Ela pode enfeitar a mesa, a cesta natalina, a travessa de frutas.

Rica em Vitamina K, C e antioxidantes como os flavonóides, a uva ainda é uma ótima opção de alimento com baixo índice glicêmico. Pode ser consumida em sua forma fresca, como também ser usada na produção de sucos, doces e drinks.

A melancia, na ceia de Natal, também é uma das tradicionais frutas que pode ser usada na decoração, em formatos de flores, cortadas de diversos jeitos para enfeitar. Formada por 95% de água, ajuda a desintoxicar o corpo. Rica em fibras, licopeno e tem uma quantidade calórica baixa. Na ceia, onde se come bastante, a melancia ajuda na digestão.

Marcos Ribeiro, gerente comercial da empresa Comercial Fiuza de Frutas e Legumes, conta que essa é a época dos pêssegos, mas principalmente no mês do Natal a fruta é bem vendida. Porém, teve alta de 10% em relação ao ano passado, mas devido a grande demanda e por se tratar de produto muito sensível a tendência é de se manter o preços, em todos os produtos.

“Frutas cristalizadas e em caldas, como a ameixa e nectarinas, atingem o seu ápice. Já as frutas tropicais e vitamínicas tais como mangas, bananas, laranjas e morangos, mantêm uma boa saída. As frutas mais vendidas na semana que antecede as festas, são maçãs, peras, melancias, uvas e ameixas’’, explica.

Ana Lúcia Santos, 52 anos, cozinheira, conta que em todos os natais faz uma compra especial nas quitandas e supermercados.

“O Natal é uma data bacana de se comemorar com a família, para mim é uma tradição  comprar frutas, e decorar o ambiente, principalmente a mesa. Em casa, nós fazemos diversos desenhos com as frutas, por exemplo, a melancia, cortamos e fazemos um  formato de cesta, todo mundo adora’’, frisa.

Ela finaliza que, por enquanto, os preços estão acessíveis e acredita que não irão subir muito.

Verônica MAESTRELLA

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS