Guarani elimina Corinthians na pré-Libertadores

Foto: Divulgação

Não vai ser dessa vez que a Libertadores da América contará com os quatro gigantes do futebol paulista. Nesta quarta-feira (12), em um jogo marcado por arbitragem polêmica, o Corinthians derrotou do Guarani do Paraguai por dois a um, mas acabou sendo eliminado pelo critério do gol fora de casa.

Com revés no jogo de ida por um a zero, o Timão começou a partida pressionando os paraguaios e conseguiu sair na frente logo no começo do jogo com o rio-pretense da equipe. Luan recebeu na entrada da área, cortou pra esquerda e bateu colocado para fazer um a zero. O Corinthians seguiu criando chances, mas aos 28 minutos aconteceu o lance que mudou a partida. Pedrinho tentou dar uma bicicleta e acertou o rosto do defensor do Guarani. O árbitro argentino Néstor Pitana aplicou o segundo amarelo para o atacante e o expulsou.

Mesmo com a desvantagem numérica, o alvinegro continuou o ataque e marcou o segundo logo em seguida. Vagner Love cruzou rasteiro e Boselli, livre dentro da área, mandou para o fundo do gol. O Corinthians ainda quase marcou terceiro com Fagner cobrando falta no travessão.

Na volta do intervalo, mais um lance polêmico. Aos sete minutos, o árbitro marcou falta duvidosa para o Guarani na entrada da área. Fernández chutou no canto de Cássio e marcou. Depois disso, a equipe paraguaia se fechou e o Corinthians passou a jogar bola pra área. Tiago Nunes até tirou Vagner Love para coloca Gustavo para tentar as chances de cabeça, mas não deu certo. O zagueiro Romaña ainda foi expulso antes do fim do jogo.

Sem a Libertadores, o Timão terá apenas o Campeonato Paulista para disputar até abril.  No próximo sábado (15), o alvinegro faz o clássico contra o São Paulo no Morumbi.

Vinicius Lima

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS