Grota de Mirassol recebe mais 200 mudas de árvores nativas

O Parque Natural Municipal da Grota deve receber mais mil mudas de árvores até março do ano que vem, é o que afirma o assessor de Meio Ambiente da cidade

A Assessoria de Meio Ambiente de Mirassol deu continuidade ao plantio de árvores na região externa do Parque Natural Municipal da Grota da cidade. Na tarde desta quarta-feira (28), 200 mudas de 37 espécies diferentes, típicas do Noroeste Paulista – vegetação nativa da Mata Atlântica e do Cerrado, foram plantadas em uma área que abrange cerca de 200 metros. Esse é o segundo plantio realizado na área esta semana. Na segunda-feira (26), 300 mudas já tinham sido plantadas no local.

Esse segundo plantio contou com a presença do prefeito André Ricardo Vieira, do vice-prefeito Thiago Rodrigues, da professora de Ciências da Escola Edmur Neves Edivania Rodrigues, do presidente do Grêmio e do Leo clube de Mirassol Gustavo Teixeira, do assessor do meio ambiente Hermes Gelsi Junior, do presidente do Lions Clube Carlos Rodrigues. Ajudaram também na plantação das mudas alunos do 8º ano da Escola Edmur Neves e estudantes de pós-graduação da Unesp.

“A gente sempre trabalha com as escolas municipais, estaduais e particulares. Sempre que tem plantio, eu as convido, pois é uma maneira de passar uma prática bacana, do que é o plantio e também o conceito de educação ambiental, do benefício que traz a floresta, principalmente, na área urbana. As árvores nativas vão fazer uma permeabilidade do solo, melhorando a nascente, a fauna e a flora”, comenta Hermes Gelsi Junior, assessor de Meio Ambiente de Mirassol.

Hermes explica que o plantio faz parte do projeto “Recuperação de Nascentes”, que vem sendo realizado pela Assessoria de Meio Ambiente de Mirassol, com o apoio da Prefeitura Municipal e dos departamentos de Educação e de Trânsito, desde 2017. Por meio do projeto, a assessoria já realizou o plantio de 5.500 mudas de árvores. Além das 500 mudas plantadas no entorno da Grota, já foram plantadas 2 mil na nascente do córrego São José dos Dourados, 600 na do córrego Fartura e, até março do ano que vem, está prevista o plantio de mais 2 mil, o que vai totalizar 7.500 mudas. As margens do córrego Piedade é outro local que está sendo estudado para receber o reflorestamento no futuro.

“O objetivo do projeto é justamente restaurar as nascentes dos córregos que passam na área urbana da cidade. Um trabalho de recuperação da mata ciliar. Já efetivamos o plantio nas nascentes dos córregos São José dos Dourados e Fartura. Agora, estamos realizando na parte externa do Parque da Grota de Mirassol. Ali existem algumas nascentes importantes que ao longo do tempo foram assoreando, porque o parque está muito próximo da área urbana”, comenta Gelsi.

Hermes explica que o plantio é a parte mais fácil de realizar, pois eles contam com a ajuda da população. A parte mais complicada é a manutenção, pois a muda precisa de três a quatro anos para conseguir se adaptar ao ambiente para retirar naturalmente os recursos necessários da natureza para a sobrevivência. “A manutenção é essencial para que o reflorestamento seja efetivado. Além disso, o plantio é realizado nesse período que vai até março, pois é o de maior quantidade de chuva”, explica o assessor.

Por: Leandro BRITO

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS