Grota de Mirassol recebe mais 200 mudas de árvores nativas

Foto Divulgação

O Parque Natural Municipal da Grota deve receber mais 2 mil mudas de árvores até março do ano que vem, é o que afirma o assessor de Meio Ambiente da cidade

A Assessoria de Meio Ambiente de Mirassol deu continuidade ao plantio de árvores na região externa do Parque Natural Municipal da Grota da cidade. Na tarde desta quarta-feira (28), 200 mudas de 37 espécies diferentes, típicas do Noroeste Paulista – vegetação nativa da Mata Atlântica e do Cerrado, foram plantadas em uma área que abrange cerca de 200 metros. Esse é o segundo plantio realizado na área esta semana. Na segunda-feira (26), 300 mudas já tinham sido plantadas no local.

Esse segundo plantio contou com a presença do prefeito André Ricardo Vieira, do vice-prefeito, Thiago Rodrigues; da professora de Ciências da Escola Edmur Neves, Edivania Rodrigues; do presidente do Grêmio e do Leo clube de Mirassol, Gustavo Teixeira; do assessor do meio ambiente, Hermes Gelsi Junior; do presidente do Lions Clube, Carlos Rodrigues. Ajudaram também na plantação das mudas alunos do 8º ano da Escola Edmur Neves e estudantes de pós-graduação da Unesp.

“A gente sempre trabalha com as escolas municipais, estaduais e particulares. Sempre que tem plantio, eu as convido, pois é uma maneira de passar uma prática bacana, do que é o plantio e também o conceito de educação ambiental, do benefício que traz a floresta, principalmente, na área urbana. As árvores nativas vão fazer uma permeabilidade do solo, melhorando a nascente, a fauna e a flora”, comenta Hermes Gelsi Junior, assessor de Meio Ambiente de Mirassol.

Hermes explica que o plantio faz parte do projeto “Recuperação de Nascentes”, que vem sendo realizado pela Assessoria de Meio Ambiente de Mirassol, com o apoio da Prefeitura Municipal e dos departamentos de Educação e de Trânsito, desde 2017. Por meio do projeto, a assessoria já realizou o plantio de 5.500 mudas de árvores. Além das 500 mudas plantadas no entorno da Grota, já foram plantadas 2 mil na nascente do córrego São José dos Dourados, 600 na do córrego Fartura e, até março do ano que vem, está previsto o plantio de mais 2 mil, o que vai totalizar 7.500 mudas. As margens do córrego Piedade é outro local que está sendo estudado para receber o reflorestamento no futuro.

“O objetivo do projeto é justamente restaurar as nascentes dos córregos que passam na área urbana da cidade. Um trabalho de recuperação da mata ciliar. Já efetivamos o plantio nas nascentes dos córregos São José dos Dourados e Fartura. Agora, estamos realizando na parte externa do Parque da Grota de Mirassol. Ali existem algumas nascentes importantes que ao longo do tempo foram assoreando, porque o parque está muito próximo da área urbana”, comenta Gelsi.

Hermes explica que o plantio é a parte mais fácil de realizar, pois eles contam com a ajuda da população. A parte mais complicada é a manutenção, pois a muda precisa de três a quatro anos para conseguir se adaptar ao ambiente para retirar naturalmente os recursos necessários da natureza para a sobrevivência. “A manutenção é essencial para que o reflorestamento seja efetivado. Além disso, o plantio é realizado nesse período que vai até março, pois é o de maior quantidade de chuva”, explica o assessor.

Por Leandro BRITO

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS