Governo corre com Projeto de Lei que cria nova tabela salarial

O governo Edinho Araújo corre para apresentar na próxima segunda-feira, o Projeto de Lei que cria uma nova tabela salarial para os servidores municipais. A proposta é uma forma de evitar a perda salarial dos 5,8 mil servidores que devem ser prejudicados com uma ação judicial que pede o fim de três gratificações.

A proposta foi pauta de reuniões entre sindicato, Secretaria de Administração e Governo durante toda semana. Agora para garantir os salários, o projeto deve ser protocolado na Câmara, no início da semana que vem em regime de urgência, quando a pauta tem legalidade e mérito votados em única sessão.

“Urgência, urgentíssima. Vamos pegar este fim de semana para fazer todos os ajustes necessários possíveis para protocolar o projeto na segunda-feira”, afirmou o secretário de Governo, Jair Moretti, ao se referir a ajustes de referências, discriminação de holerites, entre outros critérios.

Entre os pontos do projeto está a legalização do adicional da sexta parte (adicional sobre vencimentos concedidos a funcionário que completa vinte 20 anos), alvo de ações judiciais por parte de servidores municipais de Rio Preto.

Já o item que suspende direito de férias para servidor com mais de seis meses de licença médica está mantido. “Não dá para regular todas as reivindicações. Mas nosso objetivo é não deixar nenhum servidor ter perda salarial”, finalizou Jair Moretti.

 

Por Francela Pinheiro

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS