Gasolina pode chegar a R$ 4,00 nas bombas de Rio Preto

Preferência - Etanol ainda segue como combustível mais procurado pelos motoristas rio-pretenses. Porém, depois do aumento, população reclama do preço

Os postos de combustíveis já começaram a repassar os novos valores da gasolina, etanol e diesel aos consumidores, após a alta do PIS e Cofins que foi anunciada na última quinta-feira, pelo Governo Federal.
A alíquota destes impostos ficou mais alta para os combustíveis, que no caso da gasolina gerou tributação maior que o dobro, passando de R$ 0,38 para R$0,79 o litro. Caso o aumento de 7% seja repassado integralmente ao consumidor, o litro da gasolina ficará R$ 0,41 mais caro no país.
Por Rio Preto a média dos preços de combustíveis antes do aumento oscilavam entre R$ 2,23 para o etanol e R$ 3,44 para a gasolina; com o aumento já tem postos cobrando R$ 2,59 o litro do etanol e R$ 3,89 a gasolina, algo não muito positivo para o bolso dos consumidores.
Segundo o economista Roosvelt Bormann Filho, devido ao atual período de recessão em que vive o país, o aumento não é visto com bons olhos. “Devido à recessão em que o país vive e a queda da renda da população, o aumento não é algo positivo. A alta nos combustíveis afeta diretamente o bolso do consumidor e causará efeito na inflação”, comentou o economista. Ele explica que com a crise o poder de consumo cai, o que segura o aumento dos preços dos produtos, porém o valor dos combustíveis seguiram a lógica inversa.
Para lidar com essa situação, o economista diz que com a crise as pessoas têm usado a criatividade e uma nova forma conhecida como ‘economia solidária’ tem ganhado força nos últimos tempos. “A ‘economia solidária’, que é o compartilhamento das coisas está sendo levada em questão no país, já que o brasileiro não tem a cultura de planejar e economizar tanto. É necessário se unir para combater a crise e no momento de alta no preço dos combustíveis uma saída seria o compartilhamento de carona”, concluiu Filho.

Por – Priscila CARVALHO- Redação Jornal DHoje Interior

SEM COMENTÁRIOS