Garota tomou abortivo, passou mal e foi detida no Hospital em Birigui

FOTOS PÚBLICAS/ARQUIVO: Mulher passou mal depois que ingeriu compridos abortivos do Paraguai, feto não resistiu.

Uma jovem de 25 anos que mora em Birigui, há 142 km de Rio Preto, foi detida pela Polícia Militar nesta segunda feira (18), depois que tomou dois de cinco comprimidos abortivos contrabandeados do Paraguai, aos quatro meses de gestação. O bebe não resistiu e morreu no Hospital.

A viatura estava patrulhando a cidade que tem 105 mil habitantes, quando foi acionada pela Santa Casa do município, informando que uma mulher deu entrada na unidade passando mal com suspeita de aborto.

Equipe médica que atendeu a mulher conseguiu retirar o feto, em seguida ele foi transferido para UTI Neonatal de Araçatuba, há 19 km entre as duas cidades, no entanto horas depois ele não resistiu e morreu ainda na Santa Casa de Araçatuba.

No Hospital a gestante disse que comprou por R$ 400 os medicamentos de um homem, 52 anos, que também foi detido, negou que estava comercializando os comprimidos, apesar de ter sido reconhecido pela grávida através de uma foto. Outros três comprimidos a mulher contou que introduziu dentro da vagina.

Os dois foram encaminhados até a delegada de plantão, que decidiu arbitrar fiança, vendedor de abortivos pagou R$ 1 mil e a garota R$ 937, eles vão responder em liberdade. Até o fechamento desta notícia às 16h53, ela permanecia sob cuidados médicos.

Por telefone a reportagem do DHOJE,  às 17h00, entrou em contato com a Delegacia responsável pelo caso, delegado não foi encontrado.

DA REPORTAGEM:

Colaborou: Guilherme Ramos.

SEM COMENTÁRIOS