Garota morre ao tentar assassinar bebê de oito meses em Andradina

ARQUIVO: mulher que foi morta não aceitava o que o ex-dela tivesse um filho com outra pessoa, foi então que decidiu ir até a casa e tentar assassinar a criança.

Uma jovem de 19 anos morreu com uma facada na perna após invadir a casa de outra adolescente para tentar matar um bebê de apenas oito meses, em Andradina, há 240 km de Rio Preto, durante a tarde desta quarta-feira (27).

O crime premeditado aconteceu no bairro Stella Maris, segundo o delegado responsável pelo caso o ataque teria sido motivado por ciúmes, já que acusada namorava um homem que tem uma filha com adolescente de 16 anos.

Há mais de um ano a vítima estava recebendo diversas ameaças por mensagens de celular, uma delas dizia que se a menina saísse de casa, iria arrancara a filha dela na faca, ainda sim ela decidiu não levar o caso até a Polícia.

Agressora, que segundo a Policia Civil é usuária de drogas estava armada com uma faca de serra, ela entrou na casa onde a vítima mora com a família e o recém-nascido, adolescente que estava com o bebê no colo ao ver a suspeita começou a gritar pedindo socorro.

“A mulher que foi morta não aceitava o que o ex-dela tivesse um filho com outra pessoa, foi então que decidiu ir até a casa e tentar assassinar a criança”, disse o delegado que cuida da ocorrência, Carlos Sérgio Franco.

O padrasto da vítima que dormia no quarto com a mãe dela percebeu a confusão e tentou socorrer, chegando em um dos cômodos da casa a criança já tinha sido ferida com um corte na perna, ao tentar outro golpe, o padrasto de 42 anos, conseguiu imobilizar a jovem, houve um confronto na parte da cozinha, a vítima pegou a faca e acertou a invasora com um golpe nas pernas, perfurando artéria femoral.

Ela morreu por esgotamento dentro da residência.

A criança foi levada ao pronto socorro do município e não corre risco de morte, adolescente mãe da criança não foi presa, delegado entendeu que ela teria tentado se defender na própria casa. O caso está sendo investigado.

DA REPORTAGEM:

Colaborou: Guilherme Ramos.

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS