Fundo Social repassa 1,2 tonelada de rações à ONGS e protetores independentes

A presidente do Fundo Social de Solidariedade de Votuporanga (FSSM) e primeira-dama Mônica Pesciotto de Carvalho repassou, na tarde da última segunda-feira (18/12), 1,2 tonelada de rações para cães e gatos às ONGS de proteção a vida animal e protetores independentes de Votuporanga. A doação foi feita pela Reis Distribuidora de Artigos Pet Ltda, empresa responsável pela marca BawWaw, e irá contribuir com a alimentação de centenas de animais que estão sob a tutela de cerca de 10 protetores.

Ao todo foram repassados 840 quilos de rações para cães e outros 360 para gatos. O valor total do benefício corresponde a R$ 7,3 mil. A entrega foi realizada na sede da Secretaria Municipal de Assistência Social.

Empenhada à causa, Mônica tem buscado projetos de amparo aos animais em situação de rua, que voluntariamente são assistidos e acolhidos pelos protetores, para serem beneficiados com doações tão significantes como esta. “Este repasse que realizamos é somente uma pequena contribuição diante das dificuldades enfrentadas pelas ONGS. Mas, com o apoio desses parceiros e da luta de toda uma equipe, iremos estimular a adesão de novas parcerias à projetos que incentivem a melhoria e o bem-estar de nossos animaizinhos. A equipe do Fundo Social de Votuporanga agradece a Reis Distribuidora de Artigos Pet Ltda, por olhar com carinho por nossos animais”.

A alimentação deve contribuir para o equilíbrio nutricional do animal. “Três tipos de rações foram doadas pela empresa, para filhotes, cães e gatos; o que agrega uma nutrição mais adequada, de acordo com a necessidade de cada animal, além da qualidade dos produtos desenvolvidos pela marca e a validade duradoura da ração repassada, que vai até novembro de 2018“, afirma a primeira dama.

Ações em andamento para proteção da Vida Animal

Uma das bandeiras da atual administração é desenvolver políticas públicas de apoio à causa animal. Para isso, a Prefeitura e o Fundo Social iniciaram um plano de trabalho que teve início com a criação de uma legislação específica sobre o tema, afim de indicar a estrutura necessária para este suporte aos animais e aos cuidadores. “Até então, Votuporanga nunca tinha contado com uma atenção tão específica para este assunto. É nosso compromisso que ao longo desses quatro anos tenhamos colocado em prática muitas atividades que irão beneficiar significativamente os animais e apoiar o trabalho dos protetores”, destaca a primeira-dama Mônica Pesciotto de Carvalho.

Dessa maneira, no início do ano, o prefeito João Dado criou uma legislação específica sobre a proteção da vida animal aprovada pela Câmara de Vereadores. O texto se tornou referência para muitas cidades da região, entre elas para a Câmara de São José do Rio Preto. Na prática, as ações estão sendo desenvolvidas por etapas e de acordo com recursos financeiros disponíveis.

Após a criação da lei, o passo seguinte indicado como primordial pela Secretaria Municipal de Saúde foi a revitalização do Centro de Controle de Zoonozes “Danilo Carlos Galera”, feita com recursos próprios da Prefeitura e entregue em setembro. “As melhorias do CCZ colaboraram para dar agilidade e eficiência no atendimento das demandas, o que garante mais proteção aos animais em situação de risco”, explicou a veterinária da Secretária da Saúde, Samara Fernandes.

A partir da reforma, o Centro de Zoonoses ganhou um espaço único reservado para a quarentena de animais doentes.  “No CCZ, agora, há um espaço apropriado para animais capturados das ruas, e com doenças infectocontagiosas, como a cinomose e parvovirose, afim de evitar a contaminação dos cães sadios”, ressalta a veterinária.

A reestruturação do Centro contribuiu, inclusive, com as condições dos animais que estão acomodados nas baias. “Como consequência da reforma e ampliação do espaço, o conforto térmico provocou um controle de ectoparasitas (carrapatos e pulgas) e das viroses, visto que a limpeza e higienização das paredes, pisos e grades das baias foi facilitada por meio da reforma”, reforça Samara.

O espaço também foi readequado para o bem-estar no acolhimento dos equinos e a ampliação da capacidade técnica do órgão. Os cavalos ganharam um local coberto para proteção contra intempéries, além de que o pasto será reformulado para que os mesmos tenham um alimento de melhor qualidade. “O feno, que é usado para alimentação complementar dos equinos, com a reforma, passou a ter espaço adequado para depósito, com ventilação e proteção contra umidade, dessa forma, o mesmo mantém suas características nutricionais preservadas”.

Também em setembro de 2017, a Prefeitura de Votuporanga organizou o 1º Encontro Regional em Defesa dos Direitos dos Animais, em parceria com a Câmara Municipal de Vereadores, mobilizando protetores e entusiastas da causa animal de toda região. Palestras e debates com especialistas foram realizados durante todo o dia. O evento contou com a palestra magna do deputado federal e presidente da Frente Parlamentar em Defesa dos Animais, Ricardo Izar, que falou sobre legislação voltada à proteção da vida animal e garantiu verba para o castra móvel em Votuporanga. Um levantamento para o mutirão de castração de gatos já está em andamento.

Outra ação que virá na sequência da legislação e da revitalização do Centro de Zoonoses é a construção do “Recanto dos Focinhos”. O espaço é um outro compromisso de governo do prefeito João Dado e da primeira-dama Mônica Pesciotto de Carvalho e já está em estruturação em prédio anexo ao Centro de Zoonoses para acolhimento dos animais vítimas de crueldades e maus-tratos até a adoção. A previsão é que fique pronto até final de 2018.

 

Da Redação

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS