Fundação CASA inscreve 7,1 mil jovens na Olimpíada de Matemática

Cerca de 7.100 adolescentes que cumprem medida socioeducativa em 103
centros da Fundação CASA em todo o Estado de São Paulo estão inscritos
para a 13ª edição da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas
Públicas (OBMEP), organizada pelo Instituto de Matemática Pura e
Aplicada (IMPA).

Nas cidades de São José do Rio Preto, Mirassol e Tanabi, são 268 jovens
inscritos para o concurso. Eles são, respectivamente, dos CASAs São José
do Rio Preto (100), Alexandre Thomé de Souza (105) e Tanabi (63). As
provas da primeira fase acontecem no dia 06 de junho e serão aplicadas
pelos professores das próprias escolas.

Os centros socioeducativos pertencem à Divisão Regional Oeste (DRO),
uma das 12 administrações localizadas da Instituição.

Nos centros da Fundação CASA, onde lecionam professores da rede pública
estadual, também ocorrerá a aplicação dos testes. Pela primeira vez em
13 anos de Olimpíada, alunos de escolas particulares também se
inscreveram.

O número de participantes inscritos pela Instituição é o maior já
registrado. Em 2016, foram 6.939 inscritos, sendo que 14 jovens
alcançaram premiações, incluindo uma inédita medalha de bronze entre
jovens privados de liberdade no Estado paulista. Em 2015, foram 11
menções honrosas.

Da capital paulista, estão inscritos 1.575 adolescentes que cumprem ou
já cumpriram a medida socioeducativa de internação. Entre os centros do
interior, são 5.088 adolescentes, além de 461 dos CASAs do litoral. Os
jovens já desinternados poderão retornar ao centro socioeducativo onde
cumpriu a medida para realizar a prova.

Na primeira fase, os adolescentes, separados em três níveis,
responderão a prova objetiva, com questões de múltipla escolha. O teste
terá duas horas e meia de duração. O resultado com os classificados será
divulgado no dia 11 de agosto. A segunda fase, marcada para 16 de
setembro, conterá avaliação discursiva.

Os inscritos separam-se nos seguintes níveis: 1, para matriculados no
6º ou 7º ano do Ensino Fundamental; 2, para estudantes matriculados no
8º ou 9º ano do Ensino Fundamental; e 3, para aqueles que cursam
quaisquer das três séries do Ensino Médio.

Particulares e dados
Em 2017, a OBMEP recebe a adesão de alunos de escolas privadas. De
acordo com o IMPA, o objetivo é garantir que todas as escolas
brasileiras acessem material de qualidade em Matemática, despertando o
interesse pela área. Ao todo, 51.373 instituições de ensino se
inscreveram. Destas, 2.925 são escolas particulares.

No ano passado, 17,8 milhões de estudantes fizeram as provas da OBMEP
em 99,6% dos 5.561 municípios brasileiros. O prazo para inscrição de
estudantes terminou no dia 31 de março.

A premiação para alunos de escolas públicas continua a mesma a 12ª
edição, com 500 medalhas de ouro, 1.500 de prata, 4.500 de bronze e até
46.200 menções honrosas. Entre os alunos de escolas particulares serão
distribuídas 25 medalhas de ouro, 75 pratas, 225 bronzes e até 5.700
menções honrosas.

A Olimpíada surgiu em 2005, numa criação do Instituto de Matemática
Pura e Aplicada. O concurso é realizado com recursos do Ministério da
Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTI) e do Ministério da
Educação (MEC), além do apoio da Sociedade Brasileira de Matemática
(SBM).

Da REDAÇÃO

SEM COMENTÁRIOS