Franquias de Rio Preto começam a ganhar o mundo

Investir no próprio negócio parece ser um grande desafio em tempos de crise econômica. Entretanto, os microempreendedores de Rio Preto parecem estar nadando contra a maré e estão prestes a expandir suas franquias para o exterior.

Leticia Penna, idealizadora da rede Sapatilhas nas Sacolas, que atua com calçados femininos, contando com mais de 170 modelos, possui 43 franquias espalhadas pelo país. “Comecei a vender de casa em casa por volta de 2010. Sempre vendi coisas por fora, mas em 2015 decidi transformar em um negócio próprio”, afirma. A breve expansão em apenas três anos fez com que Letícia buscasse expandir a marca para fora do país. “Os Brazilian Shoes fazem muito sucesso nos Estados Unidos, devido as estampas coloridas e a leveza dos calçados. Estaremos com uma nova franquia agora na Flórida”, explica.

Dhoje Interior

Além dos Estados Unidos, Letícia afirma que já teve contatos na Argentina e Chile. “A ideia é antiga: vender produtos em domicílio. Mas a forma de apresentação é original. Por isso, a Sapatilha na Sacola virou sucesso no Brasil e agora a veia empreendedora não quer parar”, afirma. A meta é ter 100 unidades até o fim do ano.

Outros rio-pretenses que estão levando suas marcas para fora do país são os amigos Leonardo Evangelista e Rogério Sartori. Os dois decidiram largar o emprego formal para investir no ramo de comida. Eles compraram uma Kombi e começaram a vender batata no cone. Mas o carro-chefe da franquia foi a exclusiva Coxinha Vulcão. “Era uma receita de família do meu sócio que nós resolvemos trazer para o Fritos. É uma coxinha grande e bastante recheada com catupiry ou cheddar”, conta Leonardo Evangelista.

Há um mês no ramo de franquias, a marca já possui quatro unidades em implantação no Brasil, sendo a mais movimentada em Mirassol. “Vamos expandir para Cancún (México) por meio de um intermediário e esperamos crescer ainda mais”, finaliza Leonardo.
Colaborou: Vinicius LIMA

 

Da REPORTAGEM