Fora de casa, meninas do vôlei estreiam no Paulista contra Osasco

Oposta do Rio Preto, Fabi (saltando) espera um bom desempenho de sua equipe na estreia desta quinta-feira

Finalmente chegou a hora. Depois de ter o primeiro jogo contra Pinheiros adiado, as meninas do vôlei de Rio Preto estreiam nesta quinta-feira (18), a partir das 17h30, no Campeonato Paulista Feminino, contra o Osasco Bradesco, na grande São Paulo.

Motivadas pelo bom desempenho no Torneio Início, onde caíram justamente para o Osasco, a equipe busca tirar lições dos dois confrontos contra o time da capital para começar com o pé direito o estadual. “É uma equipe forte, um time muito bom. Então, acho que temos que ir com tudo e dar o nosso máximo para tentar uma vitória. Como mostramos lá no Torneio Início, nós temos condições”, afirmou Fabi, 18 anos, oposta rio-pretense.

Para Adenilson Ambrozio, treinador do Rio Preto, um aproveitamento melhor do saque e dos contra-ataques pode fazer a diferença no duelo de logo mais. “Pelo que jogamos e temos de base, temos que ter é um bom saque para que elas tenham menos opções de ataque e quando tivermos a possibilidade do contra-ataque é matar o ponto. Temos que jogar de igual para igual nesse sentido como foi no segundo jogo do Torneio Início, que foi decidido nos detalhes”, explicou o técnico.

Depois de passar para os playoffs na última edição do Campeonato Paulista, Adenilson diz a meta neste ano é subir um degrau e disputar a taça contra as grandes equipes. “Pelo que avaliamos no Torneio Início e pelo nível da nossa equipe é para brigar com Pinheiros, SESI e Osasco. Lógico, sempre respeitando as outras equipes, mas pelo que jogamos lá, temos condições de ganhar. É trabalhar em cima dos jogos contra o SESI, Osasco e Pinheiros, tentando beliscar um ponto, uma vitória e procurar ficar em terceiro nesta primeira fase, que é nosso objetivo inicial”, finalizou.

Por Marcelo Schaffauser

SEM COMENTÁRIOS