Fisioterapeuta tem dados pessoais usados por estelionatários

Golpistas usaram o nome e dados pessoais da fisioterapeuta S.S.D., 23, residente no Jardim Soraya, em Rio Preto, para fraudarem um contrato com operadora de telefonia TIM.

A vítima procurou a Central de Flagrantes nesta terça-feira para denunciar o caso, que foi registrado como falsidade ideológica.

Segundo ela, na véspera, recebeu uma ligação telefônica da empresa que cobrou uma dívida referente a um plano de internet contratado para um número de celular.

S. disse para a operadora que desconhecia essa contratação de serviço e solicitou a suspensão do plano. Em seguida, a jovem foi até o Plantão.

Aos policiais, ela contou ainda que vendeu um Iphone 6 pelo Mercado Livre, no valor de R$ 1.420,00, mas que o comprador, identificado como R.L., que seria morador da Vila Guilhermina, em São Paulo, recebeu o produto, mas o dinheiro da negociação não foi depositado em sua conta até agora.

Para a fisioterapeuta, que acionou o site no Juizado de Pequenas Causas para ser ressarcida do prejuízo, o homem pode ser o responsável pela fraude. A Polícia Civil segue investigando o caso que, até o momento, não tem novas pistas.

Daniele JAMMAL

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS