FGTS emergencial: saque será liberado somente no final de julho, alerta presidente de Federação

(Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

 

O presidente da Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenae), Sérgio Takamoto, alerta aos trabalhadores que tenham saldo do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) que os saques ou transferências do dinheiro limitado ao teto de R$ 1.045,00 será liberado somente a partir do dia 25 de julho e também será feito de forma escalonada conforme o mês de nascimento do beneficiado. “Portanto, as pessoas não precisam se dirigir às agências da Caixa”, salientou Takamoto.

Dhoje Interior

Neste primeiro momento serão liberados os créditos nas contas das pessoas que tiveram saldo a partir do dia 29 de junho, também de forma escalonada, – “Quem tiver direito ao recurso poderá usar o aplicativo [Caixa TEM] para pagar contas de água, energia, telefone, cartão de crédito e outros boletos, além de fazer compras pela internet”, explica o presidente da Fenae.

De acordo com a direção do banco, a abertura automática das contas e o uso do App para pagamento de boletos foi à forma encontrada para evitar que a liberação geral dos saques ocasionasse aglomerações em agências.

No último sábado (13), o governo federal publicou medida provisória autorizando a abertura automática de poupanças digitais da Caixa Econômica para o acesso ao saldo do Fundo de Garantia. O uso desse tipo de conta — que já vinha sendo usada para o pagamento do auxílio de R$ 600 a informais e microempreendedores individuais (MEIs) — foi ampliado pela MP para o depósito do FGTS e de outros benefícios sociais e emergenciais.

Pela nova medida provisória, o dinheiro do Fundo de Garantia ficará disponível na poupança digital até 30 de novembro.

Segundo a Caixa, não haverá cobrança de tarifas de manutenção destas contas e o limite mensal de movimentação — considerando todos os recursos que porventura forem depositados pelo governo — é de R$ 5 mil. O acesso à poupança digital será pelo aplicativo Caixa TEM.

Consulta — A consulta ao saldo do Fundo de Garantia pode ser feita, a partir desta terça-feira (15), por meio do site e do aplicativo do FGTS como também pelo Disque 111 (opção 2).

Pela internet, é preciso confirmar o número do NIS (Número de Identificação Social) ou informar o CPF para o cadastramento de uma senha e as demais etapas de acesso aos dados. O NIS (também chamado de NIT) e o PIS/Pasep são o mesmo número. A diferença é que eles são gerados em bases de dados diferentes.

Alerta – Quem não desejar receber o recurso deve notificar este desejo por meio do App do FGTS, até 10 dias antes do crédito.

Inerte – Se o correntista não fizer nada e não mexer no dinheiro, ele será devolvido à conta do FGTS após o fim de novembro.

Segue tabela:

Da REDAÇÃO com informações da Fenae