Festival tem Ná Ozzetti e José Wisnik nesta quinta

A 14.ª edição do FEM – Festival Nacional de MPB de Rio Preto – ‘Vinícius Nucci Cucolicchio’, evento realizado pela Secretaria Municipal de Cultura, terá sua segunda noite nesta quinta-feira, dia 17, com a etapa FEM Nacional. O FEM 2019 acontece até amanhã, no Teatro Municipal Paulo Moura, localizado no Complexo Swift de Educação e Cultura, com entrada franca. As apresentações têm início sempre às 19h30. A retirada de ingresso é no próprio Complexo, no prédio da Chaminé da Swift, uma hora antes do início das apresentações (às 18h30).

FEM Nacional
Nesta segunda noite do Festival, sobem ao palco os 12 selecionados do FEM Nacional e, para nova apresentação, os intérpretes de quatro músicas selecionadas no FEM Rio Preto. Na categoria FEM Nacional, concorrem as seguintes canções selecionadas: ‘Amorável’ (Música e Intérprete, Zé Alexandre; Letra, Jaime Vaz Brasil); ‘Cegueira’ (Música e Letra, Carlos Nêgo; Intérprete, Tais Dantas); ‘Claríssima nudez’ (Música, Ademir Pedrosa e Cássio Pontes; Letra, Ademir Pedrosa; Intérprete, Ariel Moura); ‘Com o coração na mão’ (Música e Intérprete, ZeBeto Corrêa; Letra, Zé Edu Camargo); ‘Do lado de dentro’ (Música, Thiago K.; Letra, Kleuber Garcez; Intérprete, Isabela Moraes e Thiago K.); ‘Homo Sapiens’ (Música, Letra e Intérprete, Dimi Zumquê); ‘Imensurável’ (Música e Letra, Roberto Ázis; Intérprete, Ninah Jo); ‘Nanquim’ (Música, Túlio Borges; Letra, Jessier Quirino; Intérprete, Sandro Dornelles); ‘No último pé do pomar’ (Música e Letra, Kadu Mauad; Intérprete, Wilson Teixeira); ‘Seja menino ou menina’ (Música,Walter Borges; Letra, Manoel Gandra; Intérprete, Os Saúvas); ‘Todo possível’ (Música, Letra e Intérprete, Marcia Cherubin); e ‘Transbordar’ (Música, Bruno Kohl; Letra, Vê Domingos; Intérprete, O Mimo).
Ná e Zé

Ao final da noite de quinta, haverá o show, Ná e Zé, com Ná Ozzetti e José Miguel Wisnik. Os dois se cruzaram musicalmente pela primeira vez em 1985. Esse encontro, que abriu caminho para tantos outros, é celebrado agora em Ná e Zé – álbum que reúne 14 canções compostas por Zé Miguel entre 1978 e 2014, sendo oito inéditas em disco. Um repertório que, de certa forma, refaz a trajetória de ambos.

O show também faz parte da agenda de lançamento do LP duplo Ná e Zé, que contém quase todas as canções do CD, além dos dois bônus do LP, ‘Sopro de flor’, parceria inédita de Wisnik com Dominguinhos, e ‘Mais simples’.

Da Redação