Festival Perfídia oferece atividades formativas gratuitas em arte e tecnologia

Festival inédito na região, que reúne artistas que estabelecem o diálogo entre corpo e tecnologia em suas criações, o PERFÍDIA – Festival de Performances e Novas Mídias, que será realizado em São José do Rio Preto entre os dias 10 e 13 de agosto, conta com uma programação de atividades formativas gratuitas. Trata-se do #perfídiaLAB, módulo que reúne palestras, encontros e vivências com coletivos e artistas que participam do festival.

As atividades formativas do festival PERFÍDIA serão realizadas no Centro Cultural Vasco, na Praça Cacilda Becker, no Sesc Rio Preto e na Casa de Cultura Dinorath do Valle, e são voltadas principalmente para artistas e profissionais que atuam ou têm interesse em atuar com vídeos, programação e mídias tecnológicas, além do público em geral, que pode se inteirar dos processos de criação de performances híbridas que recorrem a diferentes recursos tecnológicos.

O grande destaque da programação formativa do festival PERFÍDIA é a palestra da performer, pesquisadora e professora da UnB (Universidade de Brasília) Bia Medeiros, considerada uma das maiores referências das artes do corpo no País na atualidade. Ela vai ministrar palestra sobre a trajetória da plataforma Corpos Informáticos no dia 11 (sexta-feira), às 16h30, no Vasco.

Convidado internacional do festival PERFÍDIA, o artista equatoriano Gabriel Arroyo Gallardo vai ministrar uma oficina baseada no circuit bending, técnica de baixa tecnologia usada na criação e modificação de dispositivos sonoros e luminosos, a partir de montagens simples com componentes eletrônicos básicos. Intitulada Dispositivo Sonoro-Visual G-BomB, a oficina será no dia 11 (sexta), às 13h, no Centro Cultural Vasco, onde Gallardo também apresentará, às 20h, a instalação performática METHAGONIA.

GIFs, imagens de webcam, recursos de internet, glitchs e outras ferramentas fazem parte da oficina que a artista pernambucana Biarritzzz vai ministar no dia 12 (sábado), às 10h, no Sesc Rio Preto. Biarritzzz é o avatarônimo de Bia Rodrigues, que participa do festival PERFÍDIA com performance MISONEÍSNO. Mesclando linguagens diversas como performance, interfaces de programas de computador, plataformas virtuais e imagens em movimento, a artista brinca com a fluidez, rapidez e efemeridade do mundo digitalizado.

A programação de atividades formativas do festival PERFÍDIA ainda envolve atividades com integrantes da Ex-Companhia de Teatro, de São Paulo, que farão uma palestra sobre site specific; a performer Thaiz Cantasini, de Ouro Preto, que conduzirá o experimento coletivo intitulado Explodindo as normatividades do gozo: provocações ao prazer pré-fabricado; e o performer Rodrigo Munhoz, também conhecido como Amor Experimental, de São Paulo, que fará a palestra-performance #Versa.com.

Para as atividades formativas do PERFÍDIA, não é necessário inscrição prévia, mas o participante que quiser reservar sua vaga pode enviar e-mail com o assunto “RESERVA #perfidiaLAB” para o endereç[email protected], com nome, idade e as atividades que deseja participar.

Confira abaixo a programação completa de atividades formativas do festival PERFÍDIA:

SEXTA | 11 DE AGOSTO

13h

Dispositivo Sonoro-Visual G-BomB

[Gabriel Arroyo Gallardo – Quito-Equador]

Centro Cultural Vasco

Os participantes serão convidados a construir dispositivos sonoros-visuais através da prática do circuit bending e do uso do circuito integrado 40106, criando diagramas de conexão entre o 40106 e outros componentes eletrônicos (resistências, capacitores, diodos, jacks de saída) e suas interrelações. Vagas: 15 pessoas. Classificação: Livre.

16h30

Palestra

Corpos Informáticos

[Bia Medeiros – Brasília-DF]

Centro Cultural Vasco

Trajetória do Corpos Informáticos (25 anos): uma prática permeada de conceitos que pensam arte e tecnologia, performance, composição urbana, videoarte e webarte. São conceitos que provém de filósofos, ou não, e são pensados pelo Corpos Informáticos com brasilidade, fuleragem, prónoia. Conceitos que “voluem” e dançam. Corpos Informáticos organiza desde 2010, anualmente, o evento Performance, Corpo, Política: www.performancecorpopolitica.net.

Bia Medeiros é performer, pesquisadora e professora da UnB (Universidade de Brasília). Pós-doutora em Filosofia no Collège International de Philosophie, Doutora em Arte e Ciências da Arte na Universidade Paris 1-Sorbonne. Coordenadora do Grupo de Pesquisa Corpos Informáticos desde 1992 [www.corpos.org].

BADO | 12 DE AGOSTO

10h

Teatro das Imagens

[Biarritzzz – Recife-PE]

SESC Rio Preto – Espaço Tecnologia e Artes

O teatro das imagens é o furo da tela, a abertura entre o que aparece e o que está por trás: o ao vivo, a imagem real simultânea com a virtual, a fusão do palco com a coxia, mais as possibilidades de transformação do que é visto. O laboratório aborda questões acerca da ferramenta como linguagem versus linguagem como estética, em cima do universo artístico das novas imagens em movimento (o GIF, a página na web, a interface de programas, a webcam, o glitch etc). Duração: 3h. Vagas: 20 pessoas.

Pede-se que cada participante leve um notebook, para baixar os programas e realizar o experimento. Entretanto, ter o notebook não é obrigatório, é possível realizar o experimento em duplas e trios.

15h

Explodindo as normatividades do gozo: provocações ao prazer pré-fabricado

[Thaiz Cantasini – Ouro Preto-MG]

Casa de Cultura Dinorath do Vale

Uma proposta de experimento coletivo partindo das reverberações do Manifesto Contrassexual de Paul/Beatriz Preciado, de técnicas de percepção sonora e do  uso de tecnologias, como uma provocaçãàs normatividades do desejo. Duração: 4h. Vagas: 20 pessoas.

DOMINGO | 13 DE AGOSTO

15h

Palestra

Construção site specific e tecnologia: em busca de dramaturgias singulares

[Ex-Companhia de Teatro – São Paulo-SP]

Casa de Cultura Dinorath do Vale

Sinopse: O diretor e dramaturgo Bernardo Galegale compartilha com o público a experiência de construção de dramaturgia em site specific e o uso das tecnologias digitais na ExCompanhia de Teatro, em suas quatro obras: “EU – Negociando Sentidos” (2012-2013, Brasil e Alemanha) , Jornada” (2015, Brasil), ”Frequência Ausente 19Hz” (2015 a hoje, Brasil e Portugal) e “O Enigma Voynich” (2017, Brasil). A experiência vivenciada no Festival Perfídia norteará o debate, agora preenchido pelos novos significados revelados pela cidade de São José do Rio Preto. Duração: 2h. Classificação Indicativa: Livre.

17h

Palestra-performance

#Versa.com

[Rodrigo Munhoz aka Amor Experimental – São Paulo-SP]

Praça Cacilda Becker

Consiste na instauração de um ambiente onde o performancero compartilhará de uma série de processos borrados pela imprecisão, irregularidade, hackeamento, gambiarra, bem como outros modos necessários para… Duração: 1h

Rodrigo Munhoz transita pela arte da performance, fotografia, vídeo e educação. Seus trabalhos tem circulado por muitos estados brasileiros, além de Colômbia, Equador, Venezuela, México, Portugal,Bangladesh e Sérvia. Nos últimos anos tem se dedicado a colaborar em rede, para o desenvolvimento de atividades que operam sob a perspectiva da (de)formação, preservação e difusão da arte da performance . É colaborador da estação de trabalho La Plataformance ,bem como do Lab Livre Performance.

Da REDAÇÃO 

SEM COMENTÁRIOS