Feliz Natal para o comércio

Segundo presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Rio Preto, o Sincomercio, Ricardo Arroyo, vendas já subiram 5% e comerciantes devem fechar no azul depois de quatro anos; vice-presidente da Acirp, Jorge Luis de Souza afirma também que movimentação está intensa no Centro da cidade e nos shoppings.

Se nos últimos anos o Papai Noel foi mais magro para os comerciantes rio-pretenses, neste ano a história parece mudar. De acordo com o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Rio Preto, o Sincomercio, Ricardo Arroyo, as vendas aumentaram em 5% em relação aos últimos anos de recessão e vão dar um alívio para os empresários.

Dhoje Interior

“Graças a Deus, depois de alguns anos no vermelho, o comércio vai passar os 5% do que vinha até o ano passado e será importante para os comerciantes respirarem aliviados e poderem reativar seus estoques, renovar as lojas e fechar o ano no azul”, afirmou.

Quem também confirma a expectativa positiva dos comerciantes para o final de ano é o vice-presidente da Acirp, Jorge Luis de Souza. “Tudo indica que vai haver um crescimento de 4 a 5% nas vendas em relação ao mesmo período do ano passado e também na comparação com os últimos três, quatro anos. É um excelente sinal indicador de que o pior está passando”, diz.

Com a movimentação intensificada nesta semana, a última antes do Natal, durante todo o dia, tanto o presidente do Sincomercio quanto o vice-presidente da Acirp afirmam que as peças de vestuário são as mais procuradas pelos consumidores. “Os presentes mais procurados vão de acordo com uma pesquisa que fizemos durante o mês de novembro, onde 49% das pessoas apontavam para a escolha de peças de vestuário. Então, isso está se concretizando. As pessoas comprando peças de roupas, até para renovar o guarda-roupa depois da última crise”, explicou Jorge Luis de Souza.

“O movimento está muito bom. Em qualquer shopping, ou mesmo no centro, durante todo o dia o pessoal está vindo e levando sacolas grandes para a casa”, concluiu Ricardo Arroyo.

Em média, o rio-pretense tem gastado com peças de vestuário até R$ 110, de acordo com o vice-presidente da Acirp. “Com a segunda parcela do 13º, o pessoal fica mais motivado a comprar. Também temos outro indicador que mostra um valor de R$ 1,5 mil a R$ 1,7 mil, que as pessoas estão usando para comprar celulares novos ou mesmo viajar depois de um tempo sem poder sair de casa devido à crise econômica”, finalizou.
De hoje até sexta-feira, as lojas no centro ficarão abertas das 9h até às 20h. No sábado, o horário será das 9h às 20h, enquanto que no domingo, véspera de Natal, as lojas vão funcionar das 9h até às 18h. Já os shoppings funcionarão de hoje até sábado das 10h às 23h, e no domingo das 10h às 18h.

CONTRATAÇÕES
Sobre as contratações temporárias, o presidente do Sincomercio afirmou que o número ficou abaixo do esperado e somente 2,5 mil vagas foram geradas neste final de ano.

 

Por Marcelo SCHAFFAUSER