Fazenda espera grande adesão ao programa de reparcelamento

Na tentativa de quitar dívidas e dar uma turbinada nos cofres em 2018, a Prefeitura de Rio Preto, que têm R$ 1,3 bilhão a receber, iniciou ontem, nas unidades do Poupatempo e Ganha Tempo Cidadão, o programa de reparcelamento de dívidas, que dará oportunidade aos contribuintes rio-pretenses, que têm débitos com o município, de poder fazer esse pagamento em até 280 parcelas. O prazo para a solicitação do reparcelamento vai até o dia 15 de dezembro.

Segundo o secretário da Fazenda, Angelo Bevilacqua Neto, a Prefeitura não tem um número exato de pessoas e nem de empresas que devem aos cofres públicos. Mesmo assim, a expectativa de arrecadação é grande. “Nós não exigimos uma parcela maior. A pessoa vai pagar o valor parcelado mesmo. Aqueles que tiveram o parcelamento rompido poderão reparcelar, como o IPTU, por exemplo. Esperamos uma adesão muito boa”, afirmou o secretário.

Ainda de acordo com Angelo Bevilacqua Neto, o valor mínimo de parcela para pessoas físicas será de R$ 30, e para pessoas jurídicas será de R$ 50. “As parcelas sofrerão uma correção anual, conforme as taxas do ano recorrente. Todo o dinheiro arrecadado será revertido para o caixa da Prefeitura”, finalizou.

Para fazer o reparcelamento, em caso de empresas, é necessário apresentar contrato social e cartão de inscrição na prefeitura. Já pessoas físicas devem levar documentos pessoais e dados dos imóveis relacionados aos possíveis débitos.

Se tiver sucesso com o programa de reparcelamento, a Prefeitura poderá incrementar o orçamento previsto para 2018, que, mesmo aprovado com o valor de R$ 1.868.140.000,00 de receitas, R$ 7.625.000,00 a mais que este ano, ainda assim desfalcou as pastas de Administração, Obras, Meio Ambiente e Urbanismo, Esporte e Lazer e Agricultura e Abastecimento.

Por Marcelo SCHAFFAUSER

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS