Familiares prestam homenagens no Finados

FOTO GUILHERME BATISTA

Emoção e saudade marcaram as homenagens nos três cemitérios de Rio Preto, no feriado de hoje(2), no Dia de Finados. Além da lembrança e carinho, familiares levaram aos túmulos dos entes queridos flores, ramalhetes e velas, como forma de celebração da data

O Dia de Finados é uma data de celebração de familiares e amigos que perderam entes queridos. Em Rio Preto, os três cemitérios da cidade receberam milhares de pessoas para homenagear os falecidos. Nem o sol forte e clima quente desestimulou aqueles que mantêm a tradição presente todo ano. Familiares prestaram suas homenagens com demonstrações de carinho através de arranjos de flores, velas, vigílias e orações.

A aposentada Sinésia Pereira Catanoze, 77, ressaltou o momento de saudosismo dos parentes que morreram. “É uma tradição e costumo vir sempre para visitar túmulo dos meus pais, irmãs e amigos. Procuro sempre homenageá-los com um vaso de flores e velas”, disse. “A gente fica triste e bate aquela saudade, mas procuro sempre recordar os bons momentos juntos.”

A reportagem do DHoje esteve pela manhã no cemitério São João Batista, no Jardim Aeroporto. A movimentação no local já era grande do lado de fora do cemitério, com carros tomando a avenida dos Estudantes, além do comércio de ambulantes na venda de flores e velas, como também, barracas de alimentação com pastéis, salgados, cachorro-quente, além de bebidas.

O cruzeiro, local destinado para o acendimento de velas e orações, também recebeu grande número de pessoas no São João Batista. No espaço, as pessoas transmitiam sua fé as almas desencarnadas.

O professor aposentado, Candido Adolfo Joia, 63, esteve pela manhã no cemitério ao lado do seu pai, José Joia, de 93 anos. Eles se deslocaram de Mirassol, onde residem, para prestar homenagens a familiares e amigos. “Procuro respeitar essa tradição que aprendi ainda jovem com meu pai e venho com ele prestar essa homenagem a entes queridos. Ele faz questão todos os anos vir até aqui para ir ao túmulo do irmão dele (meu tio) e rezarmos”, diz Candido.

Além do São João Batista, os cemitérios da Ressurreição, na Vila Ercília, e o cemitério privado Jardim da Paz, no bairro Vila Universitário, receberam ao longo do dia milhares de visitantes. Na programação especial da data, os locais destinaram missas nos dois períodos do dia para celebrar a perda dos entes queridos.

A estimativa da Prefeitura de Rio Preto é de que os dois cemitérios municipais (Ressurreição e São João Batista) receberam 70 mil pessoas ontem. De acordo com a administração do cemitério particular Jardim da Paz, cerca de 10 mil pessoas passaram pelo local na data deste feriado.

Por Vinicius MAIA 

 

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS