Falsa médica, que usava nome e CRM de médica rio-pretense, é presa

Thaisa Daher do Prado foi presa nesta quarta-feira, após denúncias contra o seu trabalho por suspeita de exercício ilegal da profissão

Nesta quarta-feira (23), Thaisa Daher do Padro, acusada de usar o nome e o número do CRM (Conselho Regional de Medicina) da psiquiatra rio-pretense Thaisa de Matos Arantes Brito, e atuar de forma ilegal pela profissão, foi presa pela Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Campinas.

Segundo o boletim de ocorrência, registrado pela médica rio-pretense, ela foi informada no último dia 17 deste mês, através de uma ligação de uma pessoa se identificando como enfermeira, na cidade de Campinas, que uma mulher, médica plantonista do Grupo Cene, estava se passando por ela, inclusive usando seu CRM.

Com a suspeita levanta, a falsa médica passou a ser investigada e acabou sendo encontrada pela Polícia Civil de Potirendaba.

Segundo a assessoria de imprensa da Cene Hospitalar, a empresa tomou ciência do caso e apurou a documentação enviada pela suposta médica. Ela não faz parte do quadro de profissionais registrados, e sim de profissionais que prestaram serviços pontualmente. A empresa verificou que a documentação havia sido entregue, porém falsificada.

Por Marcelo Schaffauser

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS