Neste Domingo (29): Evento gratuito promove exame contra o câncer de mama pet

Muito se fala sobre prevenção ao câncer de mama em mulheres, ainda mais em época de Campanha Outubro Rosa, mas as cadelas e gatas também podem desenvolver a doença, que assim como as mulheres, o diagnóstico precoce é fundamental para alcançar a cura. Pensando em informar os tutores desses animais, a Associação de Médicos Veterinários de Pequenos Animais de Rio Preto e Região (Aclivet), organizou o evento ‘Tetinhas’ que acontece neste domingo (29) no Lago II da Represa Municipal, das 8h às 12h.

O objetivo dessa campanha nacional de prevenção é informar aos tutores de cadelas e gatas a respeito dos tumores de câncer de mama nessas espécies. Cerca de 35 médicos veterinários vão estar no local examinando gratuitamente as mamas dos animais e entregando folders com orientações sobre a doença. “A gente vai fazer a apalpação das mamas e se for detectado algum nódulo, a gente vai orientar que procure o médico veterinário da confiança o mais rápido possível. Porque as cadelas e as gatas não fazem o autoexame igual a mulher, então precisa da nossa ajuda para identificar esses nódulos”, disse a médica veterinária e presidente da Aclivet Rosana Bernabé.

De acordo com Bernabé, o câncer de mama é um dos mais frequentes nas cadelas, mas que se diagnosticado precocemente possui altas chances de cura. “A busca é o diagnóstico precoce e informar sobre a castração das cadelas e das gatas, que é uma responsabilidade social”, comentou.

A médica veterinária Denise Buzo explica que a castração antes do primeiro cio nas fêmeas reduz a incidência do desenvolvimento do tumor de mama. “A prevenção já começa com a castração antes do primeiro cio, depois pode ser feita pelos tutores no hábito de apalpar as mamas. Só que na cadela são várias as mamas, sendo cinco pares de tetas na cadela e quatro pares de tetas na gata, que devem ser apalpados com frequência, duas vezes por ano depois dos cios”, explicou.

O diagnóstico precoce é imprescindível para a saúde e bem estar do animal. Tumores menores de três centímetros na cadela e menor de dois centímetros na gata, as chances de cura são muito grandes apenas com a cirurgia. “Tumores muito maiores do que três centímetros, a gente já começa a não falar mais em cura e sim e em sobrevida, o que dificulta muito o tratamento”, afirmou Buzo.

 

Saiba mais

Neoplasia é o nome científico para denominar o crescimento irregular de células ou tecidos do corpo – mais conhecido como tumor ou câncer, é importante destacar que apenas quando maligno, pode ser chamado assim. Neoplasia é comum nas fêmeas não castradas, mais comum em cadelas, mas também atinge as gatas.

 

Por Priscila Carvalho

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS