Evento debate importância da Região Norte rio-pretense

Evento - Cézar Júnior Souza, diretor distrital norte da Acirp, comenta sobre o encontro (Foto: Divulgação)

O crescente desenvolvimento da Região Norte de Rio Preto, que atualmente possui cerca de 250 mil habitantes foi o que impulsionou empresários, poder público e estudiosos sobre o assunto para se reunirem hoje em um evento no Shopping Cidade Norte. Organizado pela Acirp, o ‘Norte em Foco’ tem como objetivo discutir e evidenciar o potencial econômico e de investimento da região.

Sendo a que mais cresce atualmente pelo município, a Zona Norte é responsável por metade da área geográfica e populacional de toda a cidade. No quesito econômico também possui dados expressivos, como o crescimento de comércios, que segundo dados da Acirp já são mais de 10 mil empresas somente na Zona Norte, além da valorização imobiliária, consequência de investimentos naquela região.

O evento que será dividido em apresentações e talk show, conta com a presença de 180 empresários de Rio Preto e região. O presidente da Acirp, Paulo Saader, abre o evento e na sequência o professor Adhemar Reis Filho, diretor da Fatec, se apresenta falando sobre o potencial de crescimento na região. O encerramento na primeira parte da manhã fica por conta do prefeito Edinho Araújo, que vai abordar a importância da Região Norte para a economia da cidade.

A segunda etapa do evento será no formato talk show em uma discussão que reúne empresários que já investiram na região e vão comentar sobre os resultados e outros que estão interessados em empreender na área. “A Região Norte de Rio Preto é um berço nos negócios e está em franca expansão. Por ser uma região com mais habitantes até mesmo do que Votuporanga, por exemplo, a demanda por negócios se faz necessária naquela região”, disse Cézar Júnior Souza, diretor distrital norte da Acirp.
Segundo Souza a região que tem se mostrado descentralizada é considerada outra cidade dentro de Rio Preto. “Há toda uma infraestrutura por aquela região e potencial de consumo”, concluiu. O evento que começa a partir das 8h30 é gratuito e aberto a todos os interessados.

Fonte: Priscila Carvalho – Redação jornal DHoje Interior 

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS