#EuDisseSim de Ana Renata e Juliano

Depois de 17 anos, Ana Renata e Juliano Júlio se reencontram e casam hoje, na feira de casamentos, no Iguatemi Rio Preto.

O primeiro encontro aconteceu na virada do milênio, no ano 2000. Porém, quis o destino que Ana Renata e Juliano Júlio tivessem que esperar 17 anos para novamente se reencontrarem e, finalmente, subirem ao altar. Na noite de hoje, a partir das 19h, no shopping Iguatemi Rio Preto, os noivos trocarão suas alianças na frente de 100 convidados, durante a feira “EuDisseSim”, que traz novidades do setor de casamentos, festas e cerimoniais, e acontece até amanhã, das 14h às 18h, no Piso Térreo, do shopping.

Ana e Juliano, ambos com 39 anos, se conheceram na faculdade, quando ela cursava fisioterapia e ele trabalhava em um bar, em frente à instituição de ensino. “Como eu frequentava o bar acabamos nos conhecendo. Em junho de 2000 começamos a namorar, mas eu tive que viajar para o Pará, onde morava, e nos separamos porque achei que não voltaria”, conta a noiva.

Mas, os planos de Ana mudaram e ela voltou para Rio Preto. Porém, Juliano já namorava e ela também engatou um namoro até se casar. “Acabei voltando, mas aí tomamos caminhos diferentes. Fui casada 14 anos, tenho um casal de gêmeos e me separei no ano passado. O Juliano namorou e teve um filho”, explica Ana Renata.

Contudo, logo após sua separação, Ana e Juliano se reencontraram e começaram a namorar novamente em 3 de setembro do ano passado. O casamento então passou a ser uma ideia para o casal, o que os dois não esperavam é que aconteceria tão rápido. “Planejávamos nos casar ano que vem, mas aí surgiu essa oportunidade de casar na feira. Ficamos sabendo que iríamos nos casar na semana passada. Estamos correndo com tudo”, brinca a noiva.

Ansiosos pelo dia de hoje, os noivos já escolheram a trilha sonora do casamento, que terá clássicos da MPM, como Ainda Bem, de Marisa Monte, Você, de Tim Maia, Oceano, de Djavan e Pra você guardei amor, de Nando Reis. “Estou um pouco nervosa, sim. Mas vai correr tudo bem, se Deus quiser”, finaliza a noiva, que no final do mês, de forma oficial, irá concretizar com seu esposo o casamento no cartório.

 

Por Marcelo SCHAFFAUSER

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS