Estufas vão movimentar o mercado de trabalho em Rio Preto

Desde o início do mês de agosto, 30 estufas, em uma área de 10.710 m², estão sendo construídas em Engenheiro Schmitt, pela Cooperativa dos Produtores Rurais de Rio Preto (Cooperriopreto), que, por meio de um chamamento público, pelo período de 10 anos, recebeu o direito de utilizar a área que a APAE RURAL cedeu em comodato para a prefeitura de Rio Preto. No total, 10 empregos diretos serão gerados ao final da obra.
Segundo João Romeiro, presidente da Cooperriopreto, que também fará a parte comercial e administrativa da estufa, a capacidade de produção das estufas será de 120 mil pés de alface por mês. “A princípio, a venda será para o atacado. Vamos abastecer os supermercados de Rio Preto e região. Como a produção vai ser alta, o custo será baixo. Temos algumas ideias, como a plantação de almeirão também. A estufa será para folhas, mas vamos ver o que é o interesse do mercado”, afirmou.
Ainda de acordo com João Romeiro, o lucro da venda dos produtos será investido na própria estufa, além da cooperativa e dos produtores. “A cooperativa assumiu o compromisso de doar, durante todo o período do contrato, uma tonelada de gêneros alimentícios para o Banco Municipal de Alimentos. Então, hoje, na venda de mercado, o preço médio do pé de alface é de R$ 2,00. Mas não dá para precisar quanto será a arrecadação. Hoje seria de R$ 240 mil, mas ainda está muito longe para precisarmos. Porém, a venda será grande, já que a produção será rotativa. Com isso, uma parte do dinheiro será para o mercado, outra para a cooperativa e os produtores, além da infraestrutura da estufa”, explicou.
Apesar do otimismo, João Romeiro ressalta que a produção só deve começar em novembro, ao final da conclusão da obra. “Além de agregar valores, vai fortalecer, tanto a cooperativa, quanto os produtores que são agregados à cooperativa”, disse ele, que finalizou dizendo o objetivo final das estufas.
“É garantir a produção contínua. Na época de dezembro, janeiro, época de chuvas, geralmente não se produz folhosas, como a alface. A estufa protege a plantação da chuva e podemos ter produtos o ano todo”, concluiu João Romeiro.

Por- Marcelo SCHAFFAUSER

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS