Estudante posta foto de arma no WhatsApp e é apreendido pela PM

Estudante, de 15 anos, postou foto no status do WhatsApp de aluno atirando em sala de aula

 

Um adolescente, de 15 anos, foi apreendido pela Polícia Militar no final da manhã desta quinta-feira, dia 19, em Rio Preto, após compartilhar no status de um aplicativo de conversas a foto de um aluno atirando dentro de uma sala de aula.

Além da foto, o jovem ainda postou um vídeo com imagens de armas. Todo o conteúdo foi visto por diversos estudantes e acabou chegando ao conhecimento da direção da escola em que o jovem estuda.  Ele é estudante do 2° ano do Ensino Médio.

A diretora da Escola Estadual Monsenhor Gonçalves acionou a mãe dele e também a Polícia Militar, que levou os dois para a Central de Flagrantes de Rio Preto.

De acordo com o tenente da Polícia Militar, Marcos Celso de Oliveira Sanches, o estudante postou as imagens depois de ouvir uma música de uma banda americana, que relatava o ataque a uma escola nos Estados Unidos em 1999. “Ele achou a história interessante e acabou postando isso no status do seu WhatsApp, em forma de homenagem, sem a intenção de criar pânico ou ameaçar alguém ou alguma escola”, explica.

O ataque citado foi a Columbine High School, nos Estados Unidos. O caso ocorrido em 1999 no estado norte-americano do Colorado completou 20 anos em 20 de abril deste ano. Naquele dia, dois alunos da escola mataram 12 colegas e um professor. Em seguida, eles cometeram suicídio. Outras 23 pessoas ficaram feridas. Já a música ouvida pelo estudante é a ‘Pumped Up Kicks”, da banda Foster The Peolpe. A canção chegou a ser impedida de ser tocada em rádios de Los Angeles.

Mesmo com a alegação do adolescente, celular dele foi apreendido pela polícia. “Nós fizemos a apreensão do aparelho celular dele para a perícia verificar se realmente não há nenhum outro tipo de postagem que possa colocar a vida ou a integridade física de outros alunos ou demais pessoas em perigo”, conta o tenente.

Um boletim não criminal foi registrado e o caso será encaminhado para o 1° Distrito Policial de Rio Preto.

Por conta dos boatos, pais e alunos de diversas escolas de Rio Preto entraram em pânico. Só nesta quinta-feira, dia 15, cinco escolas acionaram a presença da PM com medo de possíveis ataques. Nada foi constatado em nenhuma delas.

Devido a toda a repercussão, a Polícia Militar divulgou uma nota esclarecendo nenhuma denúncia de ataques as escolas da cidade foi confirmada, através de investigações realizadas.

Para garantir a segurança e tranquilidade da população, a PM aumentou o efetivo que patrulha nas escolas e suas adjacências, fazendo uso inclusive de policiais que trabalham no administrativo.

Todas as redes sociais vêm sendo monitoradas pela polícia e qualquer denúncia, o morador deve ligar para o número 190. A pessoa que faz esse tipo de postagem pode até responder criminalmente pelos atos.

Diversas escolas de Rio Preto dispararam comunicados aos pais e alunos dizendo que estão reforçando a segurança e que as aulas vão ocorrer normalmente nesta sexta-feira, dia 20.

Vinicius LOPES

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS