Estilista e consultora de imagem dão dicas sobre o que vestir no Réveillon

Seja por superstição ou vaidade, estar bem vestido ou bonita na passagem do ano é uma tradição. O Dhoje ouviu especialistas no assunto que dão dicas importantes para quem quer looks elegantes, confortáveis, básicos ou tragam as últimas tendências da moda.

O estilista Carlos Eduardo Malavazi Rodilha, o Cadu Malavazi, 23, explica que em confraternizações familiares a tônica é o conforto. “Homens com camisa ou camiseta e bermudas e mulheres com algo mais social, com um toque pessoal dela. Pode ser um shorts estampado e uma blusa básica, mas que mantenha o charme”.

A consultora de imagem e colorista Isadora Paulinich Pimenta, 25, acrescenta que uma coisa que o brasileiro não abre mão é da roupa nova para passar o ano. “Quando falo sobre vestir pessoas, sempre penso no contexto para direcionar a vestimenta. De fato, cada ocasião remete um tipo de dresscode ou algum ‘cuidado’ sempre deverá ser tomado. É claro que cada um possui um estilo e uma essência que sempre deverá ser respeitada”, orienta.

Segundo ela, as festas em família “são, geralmente, ocasiões para nos sentirmos à vontade e confortáveis. Dentro de vários estilos, principalmente para a demanda do fim de ano, minha dica é apostar em acessórios de destaque. Assim conseguimos equilibrar o look mais básico ou nem tão elaborado sem perder a elegância e a modernidade nesse momento tão bacana do ano. Um bom exemplo para nós, mulheres, é o uso de algum vestido mais estruturado e sóbrio aplicando maxi brinco ou maxi colar com anéis coloridos e divertidos. Cintos também são super bem-vindos, além de ajudarem a valorizar a silhueta”.

Para os homens, Isadora indica a camisa de linho como coringa para as festas de fim de ano. “São super confortáveis e ao mesmo tempo sofisticadas. Para os mais modernos e descolados, existem várias cores dispostas e também são versáteis para combinações com bermudas, calças de sarja e até os famosos shorts estampados e alegres do verão”, complementa.

VISUAL PRAIA

O visual praia tem como ‘queridinho’ o top cropped e a saia longa em lese, linhos, tule bordado ou gripir. Shortinho em crochê também é uma boa pedida, segundo o profissional. “As cores escolhidas devem ser as básicas. O branco é o mais usado, pois simboliza paz, tranquilidade e serenidade. O dourado nos remete à riqueza. Já o prata tem um quê de energia. A composição dos tecidos pode ser 100% linho ou algodão, viscose estampada. O poá está em alta, assim como os botões. Delicadeza e frescor são o mote do verão”, frisa Cadu.

Isadora sugere para a mala de praia o Kaftan. “Uma peça incrível e super versátil. Pode servir de saída para compor somente com biquíni ou maiô e também com body + short como terceira peça. Na mala de viagem é sempre bom optar por peças versáteis que permitam vários looks sem exceder o peso da bagagem”, ressalta.

ENTRE AMIGOS

Se a confraternização for entre amigos, o estilista afirma que a camisa sempre cai bem, acompanhada de calça de sarja e linho. “A camisa, para os homens, pode ser em cambraia de algodão, tricoline bem trabalhada e até em lese menos furada. Já para as mulheres, o tubo branco, off White, ou uma peça com estamparia alegre são infalíveis”, opina.

De acordo com Isadora, a roupa depende do local da confraternização. “Vale lembrar que nem sempre as mulheres precisam usar salto e os homens sapatos ou sapatênis. Vestidinhos e macacões fluídos são a minha maior aposta nesse tipo de evento. E para os homens, camiseta polo e bermuda já estão de bom tom. O mais bacana é que, independente do modelo da roupa, uma coisa que pode ser bem trabalhada e surte um efeito incrível é o uso de peças mais coloridas resultando em uma harmonia de cores. Unir o vermelho e o rosa ou o verde e o azul em peças, mesmo que mais simples, trazem uma mensagem única de dinamismo e comunicação. Vale sempre a aposta”, acrescenta.

NA BALADA

A consultora destaca que “já que o negócio é festa, por que não apostarmos em um brilho? Uma saia de paetês ou um scarpin de brilho são capazes de deixar o look todo requintado e estiloso. Saias longas de tecidos mais nobres e cores leves são super adequadas para o momento também. Isso serve para os homens na questão de bermudas de sarja mais claras ou até uma de linho com o recorte mais casual. Ficam ótimas com as camisas de algodão ou camisetas estampadas e alegres”.

AMBIENTE RELIGIOSO

Alguns ambientes e ocasiões exigem uma atenção a mais, segundo Isadora. “Minha dica para esse tipo de evento é evitar as peças mais decotadas, transparentes e muito justas. Para obter uma boa apresentação, a vestimenta deve sempre ser congruente como um todo, sem deixar de fora a postura e o comportamento”, pondera.

OPÇÕES DE CORES

Na opinião do estista Cadu Malavazi, a estação mais quente do ano pede tons energizados, fortes. “Entre as microtendências, valorizadas pelas blogueiras, está a escolha pelo neon, principalmente nos acessórios, como bolsas, sapatos e até presilhas de cabelo. Vale também para os plastificados. Outro material rústico que sempre está na moda, em especial em bolsas, é a palha. Linhos, algodão e palha são produtos naturais e bem mais frescos do que os poliésteres”, indica.

Para o especialista, a escolha do preto para o Réveillon é somente para quem tem identidade forte e é cético para muitas coisas. “Quem usa é bastante original, ousado. O verde traz esperança. Amarelo, dinheiro. Vermelho amor e sucesso. Azul, paz e tranquilidade. Cinza, espiritualidade. Roxo, mistério, fazendo páreo com o preto. O estampado é uma opção bacana para os descolados. A escolha da cor com que se quer passar a virada do ano é algo pessoal, mas deve ser feita de forma a inspirar positividade”, defende.

Isadora afirma que cada cor possui uma mensagem diferente ao inconsciente humano e essa primeira impressão é transmitida ao outro em uma fração de segundos. “As maiores apostas na passagem do ano são os tons de amarelo, vermelho, verde, azul, dourado, prata e o tradicional branco. São cores de tonalidades quentes e frias que, independente das crenças ou superstições, são capazes de emitirem algum tipo de recado”, destaca.

Conforme a consultora de imagem e colorista pessoal, o amarelo que é bem visto como ‘fortuna’ tem realmente uma psicologia de prosperidade, alegria e comunicação. O vermelho, além de ser a ‘cor do amor’, da atenção e da disposição, foi escolhido para ser a cor de aposta da virada 2019.

Segundo ela, o batom, esmalte, brinco, anel, sapato ou cinto também se encaixam nesse poder da sorte. “O verde se destaca bem quando o intuito é emanar credibilidade e ponderação. Apostar no verde pode fazer com que você tenha mais confiança, esperança e coerência. O azul, cor da simpatia, da harmonia e da fidelidade. Vestir azul transmite a mensagem de segurança e conforto”, informa.

Dourado e prata, de acordo com Isadora, são cores metalizadas que transmitem a modernidade e sofisticação. “Cuidado para não abusar muito, pois são cores marcantes e muitas vezes estão em materiais de mais destaque que podem se transformar em muita informação. Fica a dica para alguns pontinhos de luz na maquiagem e nos acessórios. Finalizando com o tradicionalíssimo branco, emissor da paz, transparência e suavidade. Fecha com chave de ouro a imagem elegante e ‘clean’ que a maioria deseja passar nessa data”, conclui.

Por Daniele Jammal e Thais Lobato

 

 

 

 

 

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS