Estacione Digital da Área Azul ultrapassa os 60 mil usuários

Cadastrados no E-Digital chegam próximo dos 65 mil_SMCS

O sistema Estacione Digital (E-digital) para a utilização da Área Azul em Rio Preto ultrapassou a marca de 60 mil usuários. Segundo levantamento divulgado pela Prefeitura até as 8h30 desta quinta-feira (9) o número de cadastrados era 64.695.

A ferramenta foi lançada em dezembro de 1018 e tem como objetivo facilitar a utilização do estacionamento rotativo da cidade.

Dhoje Interior

Segundo Rodrigo Juliano, presidente da Emurb (Empresa Municipal de Urbanismo) muitos motoristas estão migrando do cartão físico para o digital. O consumo de horas por meio do App vem aumentando mês a mês. “Notamos um aumento significativo no índice de respeito ao estacionamento rotativo. Só o nível de ocupação que caiu significativamente por conta das suspensões da cobrança durante a pandemia”, salientou Juliano.

Crescimento – Os registros mensais da Empro Tecnologia & Informação – que desenvolveu e dá assistência ao sistema – apontaram ritmo constante de adesão ao aplicativo ao longo do ano passado e desaceleração desde março, início da pandemia.

“Fizemos uma ampla campanha de divulgação que envolveu outdoor, panfletagem, faixas, criação de pontos de venda próprios e até mesmo abordagem pessoal. Tudo isso resultou neste montante”, afirma o presidente da Emurb.

Segundo ele, os pontos credenciados e o Portal da Prefeitura são atualmente responsáveis pelas ativações de 15% dos tíquetes. Os pontos de venda da Emurb (10%) e os talões (2%). A venda de cartões pelos fiscais E-digital atualmente representa 48% do total e o aplicativo, 25%.

Numeração no solo – A Emurb iniciou, no mês passado, o processo de numeração das vagas do estacionamento rotativo no Centro e no bairro Redentora. Essa identificação é necessária para a implantação de mais uma etapa da instalação do sistema E-digital, que controla o uso do estacionamento público na cidade.

Com a numeração, os motoristas não conseguirão mais acionar novos tíquetes após terem usado a vaga pelo tempo máximo, que é de duas horas no Centro e três na Redentora.

Só dezembro – Juliano adiantou, no entanto, que a restrição automática ao uso das vagas só será colocada em funcionamento em dezembro para incentivar a rotatividade durante as compras de fim de ano.

“Na hora de acionar o tíquete, o motorista terá de informar o número da vaga. Caso já tenha extrapolado o tempo, haverá a recusa no próprio sistema e o usuário terá de tirar o carro da vaga”, finalizou.

Orientação – Atualmente, esse controle é feito em forma de orientação pelos fiscais que atuam no Estacionamento Digital.

Multa – De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), desrespeitar o estacionamento rotativo é infração grave que sujeita o motorista à multa de R$ 195,23 e gera 5 pontos na carteira.