Espetáculo traz transgênero no papel de Jesus

E se Jesus vivesse nos tempos de hoje e fosse uma mulher transgênero? De autoria da dramaturga britânica Jo Clifford, o espetáculo de teatro O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu traz para os palcos a discussão de um dos temas mais recorrentes da contemporaneidade: os gêneros. A montagem, uma mistura de monólogo e ritual, mostra Jesus no tempo presente, na pele de uma mulher transgênero. O espetáculo será apresentado amanhã, às 21h, no Teatro do Sesc. Os ingressos custam de R$ 6,00 a R$ 20,00.

Em cena, a atriz, professora e ativista Renata Carvalho interpreta Jesus, conjugando nesse papel elementos de sua identidade política como travesti. Esta identidade de gênero marginalizada tem papel chave no espetáculo que busca a transformação do olhar diante do grupo LGBT e a construção de uma sociedade mais justa e tolerante. Ao recontar conhecidas histórias bíblicas, como “O Bom Samaritano”, “A semente de mostarda” e “A Mulher Adúltera”, o monólogo propõe uma reflexão sobre a opressão e intolerância sofridas por transgêneros e outras minorias e reitera valores cristãos como amor, perdão e aceitação.

O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu estreou na Escócia em 2009 sob ameaças de censura e de ataque à autora. Desde então, Clifford, que é católica fervorosa e ativista transgênero, recebeu prêmios como o Scottish Arts Club e LGBT Award, alcançando projeção internacional para seu trabalho.

 

Da Redação

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS