ESCOLAS DE SAMBA: Carnavalescos se reúnem para definir rumo dos desfiles em 2021

Representantes das cinco escolas de samba de Rio Preto, a Império do Sol; Acadêmicos de Rio Preto; Unidos da Boa Vista; Gaviões do Samba e a novata Girassóis de Rio Preto, se reuniram, anteontem, no projeto Mundo Novo Paraíso, para discutir os rumos do próximo Carnaval. Participou também da reunião o presidente da Liga das escolas de samba Antônio Marques Batista.

A fim de levar o Carnaval para a avenida em 2021, as equipes carnavalescas estão planejando e estudando formas de viabilizar a festividade. Na pauta, um dos assuntos discutido foi o avanço dos blocos. “Falamos também sobre o chamamento público que a Prefeitura vai realizar; participação da Liga com um projeto no Proac ICMS para captação de recursos e ainda, discutimos algumas mudanças no Estatuto da Liga. Ficou definido que todas as escolas irão participar do Edital do Prêmio Nelson Seixas, que este ano irá selecionar quatro escolas. Essa participação é pra garantir desde já a realização do desfile em 2021”, disse Vicente Serroni, presidente da Império do Sol.

Dhoje Interior

Serroni acrescentou ainda que “quanto ao chamamento, esse fortalecimento tanto da Liga, quanto das escolas é, justamente, para acelerar esse processo, entendemos que quanto mais cedo isso acontecer, melhor para o Carnaval da cidade”.

Um projeto para o próximo mês está sendo estudado pelos carnavalescos. “Vamos preparar um projeto também para, no mais tardar, em abril, participar do Proac ICMS do estado que atende o segmento Eventos Carnavalescos/Escolas de Samba. O projeto será voltado para a realização do desfile, por isso optamos por entrar na categoria eventos carnavalescos”, disse Serroni.

Mesmo com a boa adesão dos foliões aos blocos, o resgate ao tradicional desfile nas avenidas deve ser mantido, para Vicente Serroni. “Entendemos que um grande desfile pode levar para a avenida um bom público, tiramos como exemplo o Carnaval de 1996, que lotou as arquibancadas com a presença de 40 mil pessoas. A nossa expectativa é de que a Prefeitura fique responsável pela estrutura, ou então, quem vencer o chamamento. Estamos nos organizando desde agora para que não aconteça o que ocorreu este ano onde só a Império desfilou”, finalizou.

 

Por Mariane DIAS