Escola sem Partido e empréstimo de R$ 203 mi serão discutidos hoje

Além dos dois assuntos, outros 10 projetos de lei, incluídos na ordem do dia, deverão ser votados durante a 37ª sessão ordinária da Câmara de Rio Preto, que acontece a partir das 17h.

A 37ª sessão ordinária da Câmara de Rio Preto promete ser agitada, a partir das 17h, de hoje. Dois projetos que vem causando polêmica nas últimas semanas devem ser novamente discutidos entre os vereadores da casa.

A primeira proposta a ser debatida deve ser o empréstimo de R$ 203 milhões, que foi adiado na última semana, mesmo com o prefeito Edinho Araújo dizendo que iria acompanhar a sessão e que esperava um desfecho positivo por parte dos vereadores, antes de se ausentar do cargo para um período de férias.

O segundo projeto, que deve causar ainda mais discussão entre os vereadores, será o da Escola sem Partido. A ideia vem gerando várias discussões, como a que aconteceu durante o debate público, no mês de outubro.

Além das duas propostas, estão incluídos na ordem do dia, outros 10 projetos de lei, que serão votados.

Entre eles, o do vereador Paulo Pauléra, que fala sobre a disposição sobre a disponibilização de brinquedos adaptados ao uso de crianças com deficiência em parques, áreas de lazer infantil, público e privados.

O do vereador Fábio Marcondes, que pede alteração na Lei 3.359, de 9 de novembro de 1983, que instituiu o Código Tributário Municipal, proibição de cobrança de taxa de incêndio e salvamento no município de Rio Preto.

E o do vereador José Carlos Marinho que quer regulamentar a interrupção e a suspensão do fornecimento de água pelo Semae em Rio Preto.

 

Da Reportagem

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS