Ensino fundamental de Rio Preto é reprovado na meta do Ideb

Foto: Divulgação SMCS

Nesta terça-feira (15) foram divulgados os resultados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) do ano de 2019. A cada dois anos, o Ministério da Educação (MEC) estabelece metas e notas a serem atingidas em determinados níveis de ensino. São José do Rio Preto, por exemplo, bateu a meta no ensino médio, mas registrou queda de desempenho no ensino fundamental.

No geral, são avaliados os anos finais de ciclo. No 5º ano do fundamental a meta do país foi de 6,8, Rio Preto ficou um pouco abaixo com nota 6,7. Já a meta para o 9º ano é de 6 pontos e o município atingiu 5,3. Apenas na avaliação do 3º ano do enisno médio a cidade ficou acima da média, com 4,6 pontos. A nota nacional foi de 4,3.

Dhoje Interior

No 5° ano, foram avaliadas 43 escolas municipais, sendo que destas apenas 18 conseguiram atingir a meta imposta pelo MEC. O melhor desempenho foi da escola E.M. Adherbal Abrão dos Santos, no Jardim Maracanã, com nota 8,1. Já escola E.M. Roberto Jorge, no bairro Gonzaga de Campos, teve a nota mais baixa entre as avaliadas 5,7. A E.M. Daizy Rollemberg Trefiglio não teve a nota divulgada.

No 9° ano, cinco escolas municipais foram avaliadas, com duas batendo a meta e uma sem nota divulgada. A escola E.M. Luiz Jacob teve o melhor desempenho com nota 5,4, mas por ter uma meta maior do que as outras escolas, acabou ficando abaixo do índice esperado.

Na rede estadual, não houve divulgação das notas do 5° ano. Já no 9° ano foram avaliadas 32 escolas, com apenas sete batendo a meta e outras sete sem o resultado informado. Os melhores desempenhos foram das escolas José Felício Miziara e Voluntários de 32, com nota 6,4.

No geral, Rio Preto ficou com uma média de 6,7 no 5° ano, não atingindo a meta de 6,8. Essa é a primeira vez desde 2005 que o município fica com um índice abaixo do esperado nesta etapa. Já no 9° ano a média foi de 5,3, sendo que a meta era 6,0. Desde 2011 a cidade não consegue cumprir a meta no último ano do ensino fundamental.

Por nota, a Secretaria de Educação do município informou que está analisando as notas do Ideb em todas unidades escolares. Informa ainda que o IDEB é composto pela nota da Prova Brasil e no fluxo escolar (taxa de aprovação). “Vamos aguardar a publicação das notas da prova e analisar os índices de evasão e reprovação verificados no ano de 2019”, diz a nota.

Ensino Médio

Ao contrário do índice do Brasil, Rio Preto conseguiu bater a meta no ensino médio, com uma nota de 4,6. Foram 29 escolas avaliadas, todas da rede estadual, com 10 superando as expectativas e outras 10 sem a nota divulgada por conta do número de participantes ser insuficiente.

A Etec Philadelpho Gouvêa Neto teve o melhor da cidade com 6,5. “Esse resultado é junção do esforço de nossos alunos e a capacidade do nosso time de docentes. Os estudantes do Philadelpho, por ter um ensino integrado com os cursos técnicos, acabam tendo uma facilidade por terem uma cobrança a mais. O desempenho deles, principalmente na área de exatas, sempre foi muito positivo”, comentou o diretor Marcelo Romano.

As escolas particulares não participaram da avaliação do Ideb.

Por Vinicius LIMA – redação Jornal DHoje Interior