Enfermeira comemora um ano de namoro com festa e burla quarentena

Foto - Cláudio Lahos

O som alto e o barulho provocado por várias pessoas cantando levou um técnico em radiologia, de 31 anos, morador em um prédio no bairro Higienópolis, em Rio Preto, a chamar a PM na madrugada desta quinta-feira.

A aglomeração de pessoas e a realização de eventos estão proibidos por causa da pandemia do coronavírus.

Dhoje Interior

O denunciante contou à polícia que desde as 22 horas desta quarta-feira acontecia uma festa em um apartamento de prédio vizinho e que outros moradores já haviam reclamado.

Segundo ele, o som aumentou e por isso acionou a viatura que foi até o local e constatou a barulheira.

A dona do apartamento, uma enfermeira, de 26 anos, inicialmente se recusou a descer, mas voltou atrás e foi falar com a guarnição, alegando que estava comemorando um ano de namoro.

O caso foi registrado como perturbação do trabalho ou do sossego alheio.

OUTROS CASOS

A GCM atendeu, por volta das 20h30 desta terça-feira, uma reclamação da mesma natureza.

O flagrante aconteceu no bairro Universitário, na casa de um representante comercial, o qual, de acordo com testemunhas, teria o hábito de promover festas, tanto dentro como fora do imóvel.

Mais um caso de perturbação de sossego foi registrado às 2 horas desta quarta-feira. Uma equipe da PM foi até uma residência, no Jardim Santo Antônio, onde um carro na garagem era usado para reproduzir músicas em alto volume.

Daniele JAMMAL