Encontro em Rio Preto reúne lideranças pastorais da Diocese neste sábado (30)

Anualmente, a Diocese de São José do Rio Preto realiza um Encontro Diocesano de Pastoral que, também é intitulado de Assembleia Diocesana de Pastoral, que reúne Sacerdotes, Diáconos Permanentes, Religiosos e Leigos, para um dia de oração, encontro e partilha, reflexão, estudo e orientações pastorais.

Neste ano de 2017 será realizada neste sábado, dia 30 de setembro, das 7h30 às 13h, na Catedral, em São José do Rio Preto. O tema será “Cristãos Leigos e Leigas na Igreja e na Sociedade”, a partir do Documento 105 da (CNBB) Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, publicado após a Assembleia Geral do Episcopado Brasileiro no ano de 2016.

“Sal da terra e luz do mundo, na Igreja e na sociedade! Os cristãos leigos e leigas receberam, pelo Batismo e pela Crisma, a graça de serem Igreja e, por isso, a graça de serem sal da terra e luz do mundo (MT 5, 13-14)”. Com essa proposta, Dom Leonardo Ulrich Steiner, Secretário-Geral da CNBB, inicia a apresentação do documento que desenvolve uma reflexão teológico-pastoral do leigo e sua missão na Igreja e na sociedade. Ser “sal da terra e luz do mundo” não é um encargo, nem missão que se impõe de fora, mas uma bênção, participação no ministério mesmo de Nosso Senhor Jesus Cristo, tal missão é uma alegre necessidade, exigência interior, para o fiel cristão.

“A ação do leigo na Igreja, se não é prolongamento da sua santidade, será uma caricatura, um faz de conta que pecará contra a autenticidade. O bom leigo na Igreja não é necessariamente o que faz coisas ou exerce serviços, mas aquele que deixa a fé iluminar a sua vida pessoal, familiar, no trabalho ou escola, e na vida social. O bom leigo é bom fiel, que se abre à maternidade e paternidade como dom de Deus, que transmite e educa a fé da sua prole, que impregna sua vida profissional dos valores incutidos em nós por Nosso Senhor Jesus Cristo: verdade, justiça, caridade, bondade, solidariedade, integridade e transparência”, diz dom Tomé.

O Ano Nacional do Leigo, que se iniciará em novembro, na Solenidade de Nosso Senhor Jesus Cristo Rei do Universo, deve animar os fiéis católicos não ordenados a viverem a sua vida de fé na Igreja e no mundo: missionários e testemunhas de Nosso Senhor Jesus Cristo onde se encontram, não se envergonhando de sua fé católica e contribuindo para um mundo melhor fecundado pelo mistério do Reino de Deus.

 

Da REDAÇÃO

SEM COMENTÁRIOS