Empresas de contabilidade sofrem com a demanda durante a pandemia

A pandemia do coronavírus tem provocado problemas financeiros para empresas e microempresários. Com o comércio parado e com contas para pagar, muitos patrões têm optado por dar férias coletivas aos funcionários e em casos mais extremos, demiti-los. Com tanta movimentação no quadro de colaboradores, as empresas de contabilidade têm sofrido com a alta demanda.

“Nenhuma empresa está operando com 100% do quadro efetivo. A alternativa tem sido operar em home office para minimizar os prejuízos”, declarou o diretor do Sescon (Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento , Perícias, Informações e Pesquisas do Estado de São Paulo) de São José do Rio Preto, Sérgio Salomão.

Dhoje Interior

Além disso, este período do ano é considerado o mais movimentado pelos contadores, pois serviços como a declaração do imposto de renda acontecem nesta época. “O governo não estendeu o prazo para alguns serviços, o que aumenta os riscos de inadimplência. Ninguém aqui quer que parem de pagar os impostos, mas achamos que ao menos, as empresas não deveriam ser mais penalizadas do que já estão sendo pela pandemia”, afirmou.

A expectativa é que os governos federais, estaduais e municipais prorroguem o prazo para algumas obrigações. Enquanto isso não acontece, os escritórios correm contra o tempo para lidar com a demanda.

Vinicius Lima