Empresários esperam fechar US$ 6,3 milhões em negócios após feira em Bogotá

Os empresários brasileiros do setor cultural que participaram do evento Mercado de Indústrias Culturais do Sul (Micsul), em Bogotá, na Colômbia, estimam fechar cerca de US$ 6,3 milhões em negócios resultantes da feira nos próximos 12 meses. Segundo a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), durante o evento, que ocorreu entre os dias 17 e 20 de outubro, foram fechados negócios que somam US$ 1,4 milhão pelos empreendedores do Brasil.

No total, os 60 empresários brasileiros de setores como moda, teatro, música, games e cinema, fizeram 1.211 novos contatos durante o evento. Para o gerente de Exportação da Apex-Brasil, Christiano Braga, o Micsul foi importante para os empresários fazerem contatos com pessoas do mesmo ramo de outros países e também para que eles possam se avaliar como empreendedores. “Apesar de terem sido selecionados e qualificados, quando eles se expõem ao mercado é que podem ver se o produto está adequado, se o que eles estão ofertando tem interesse, então sempre há essa possiblidade de aprender e

melhorar na próxima edição.”

Braga também destaca que a participação do Brasil no evento colaborou para que as empresas entendam melhor os mercados e as oportunidades existentes em outros países da América do Sul. “Temos similaridades culturais simbólicas importantes, a língua ajuda nesse processo e são países mais próximos do Brasil”, diz.

O Micsul é considerado o principal encontro regional voltado a mercados culturais e criativos da América do Sul. Cerca de 3,5 mil pessoas participaram do evento, promovido pelos ministérios da Cultura de dez países da América do Sul: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Peru, Paraguai, Uruguai e Venezuela. No Brasil, a organização do evento foi feita em parceria com a Apex-Brasil.

A próxima edição do Micsul será realizada no primeiro semestre de 2018, no Brasil. De acordo com o Ministério da Cultura, além dos seis setores incluídos na edição colombiana do Micsul – design, artes cênicas, música, animação e games, audiovisual e editorial – a ideia é acrescentar outros, como gastronomia, artes visuais e patrimônio.

 

Da Redação

Fonte: Agência Brasil

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS