Empresários buscam linha de crédito para valorização dos seus negócios

Segundo dados da Desenvolve SP (instituição de linha de crédito), empresas de Rio Preto financiaram R$ 3,6 milhões no 3º trimestre deste ano. (Foto Divulgação)

As pequenas e médias empresas (PMEs) da Região Administrativa de Rio Preto seguem investindo em linha de crédito para expandir seus negócios. Segundo dados registrados pela Desenvolve SP – agência de fomento estadual -, os financiamentos tiveram alta de 110% no 3º trimestre do ano, em comparação com o mesmo período de 2017.

Ao todo, R$ 3,6 milhões em operações de crédito foram realizadas pela instituição, atendendo principalmente, demandas voltadas para formação bruta de capital fixo, condição fundamental para que as empresas ampliem sua capacidade produtiva e fortaleçam a economia com a geração de empregos e renda.

A alta nos desembolsos para região é liderada pelo bom desempenho da indústria local, que financiou R$ 3,2 milhões em empréstimos contratados entre julho e setembro de 2018 contra R$ 1 milhão em igual período de 2017 (crescimento de 217%). Já a participação do comércio e dos serviços diminuiu no período: foram R$ 382,2 mil no 3º trimestre deste ano ante R$ 698,8 mil no mesmo período do ano anterior.

Capital de giro

Localizado no bairro Maceno, o Shop da Beleza, loja e-commerce, foi uma das empresas a adotar a linha de crédito. A proprietária Tamires Mota adquiriu o empréstimo de R$ 30 mil de capital de giro para aquisições de artigos para salões de cabeleireiros e cosméticos em geral. “Fizemos esse empréstimo para suprir com demandas nas compras de produtos e ganhar mais ‘fôlego’ diante do cenário econômico do país. Além também pelo fato de ter condições melhores e juros baixos”, destacou. O prazo das parcelas é de 36 meses (três anos).

A proprietária revelou que a procura pelos equipamentos de beleza e cosméticos é maior fora de Rio Preto. “Por sermos uma empresa que trabalha com vendas online, temos uma procura muito grande de fora do município. São profissionais do ramo e pessoas interessadas em nossos produtos cosméticos e equipamentos”, afirmou Mota.

Dono de empresa de comércio de metais, Valdecir Teixeira foi outro empresário que buscou o financiamento para aquisição do material de trabalho. Um dos motivos apontados pelo dono da Metais Rio Preto para aquisição da linha de crédito, está relacionado ao preço da moeda americana – dólar (cotado hoje em R$ 3,71). “Nosso material depende do valor do dólar para compra. Trabalhamos com materiais a base de cobre, e outros metais, e têm um custo elevado”, disse. Valdecir confirmou que financiou R$ 50 mil da linha de crédito do Desenvolve SP.

Sobre a instituição
No final de setembro, representantes da Agência Desenvolvimento São Paulo realizaram um workshop para empreendedores de Rio Preto e região, para apresentar as linhas de crédito da instituição e orientar os empresários.

O objetivo da Desenvolve SP é apoiar empresas que buscam recursos para investimentos, apoio em infraestrutura, máquinas e equipamentos, seja no estágio inicial ou de ampliação do negócio. Além dos juros baixos, a agência de fomento estadual opera com repasses de linhas do BNDES. Colaboração: Vinícius MAIA

 

Da REPORTAGEM

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS