Emcop é escolhida para participar de concurso

A Emcop – Empresa Municipal de Construções Populares – pode se tornar modelo de gestão habitacional em âmbito mundial. Para a Prefeitura de Rio Preto, um grande orgulho. Para os cidadãos que precisam de casa própria com qualidade de vida, um imenso benefício. A resposta do concurso virá no mês de junho, com a finalíssima em San Domingo, na República Dominicana.

É que a empresa foi convidada pela Caixa Superintendência Regional para participar do ‘Concurso de Práticas Inspiradoras: a Habitação no Centro da Nova Agenda Urbana’, inscrevendo o projeto Viver Bem do Residencial Lealdade e Amizade. O projeto foi implantado em dezembro de 2016 e registra números promissores, que refletem na transformação da vida dos moradores e no seu futuro como cidadão.

Até o momento, foram capacitadas 242 pessoas nos cursos profissionalizantes implantados e em contínuo andamento. Até o próximo mês de outubro, calcula-se a capacitação de mais 200 moradores. Outras metas são a consolidação da Associação de Moradores e a produção de Jornal Comunitário pelos moradores com apoio do comércio local, fomentando o desenvolvimento econômico por meio da divulgação de produtos e serviços no território pelos próprios moradores. Assim forma-se um mercado local, movimentando a economia e fazendo circular os benefícios neste núcleo.

Segundo o presidente da Emcop, Adão da Costa Morais, o objetivo do projeto é promover ações que garantem a integração comunitária e organizativa, de lazer, de educação socioambiental, socioterritorial e de geração de renda para as famílias. “As ações profissionalizantes e educativas do projeto já estão gerando frutos. Além de os participantes se integrarem cotidianamente aprendendo uma profissão, eles criam vínculos de amizade, reforçam relacionamentos, conhecem coisas novas, aprendem a detectar oportunidades. Como exemplo, uma dona de casa, aluna do curso de manicure/pedicure, já está atendendo clientes em sua casa, reforçando seu orçamento e se sentindo útil. Como já concluiu este curso, ela iniciou o de informática básica e após fará auxiliar de cozinha,” explicou Adão.

São relatos diários de transformação pessoal e aumento da autoestima, fazendo com que os participantes se tornem agentes do seu bem-estar e do seu futuro. Para implantar esse e outros cursos, a Emcop/Caixa Federal contam com apoio da Amai – Associação Mamãe Idalina, que fornece a mão de obra. Além de manicure e pedicure, pode-se escolher entre os cursos de panificação, porteiro e vigia, jardinagem, auxiliar de cozinha, informática básica, corte e costura. Desenvolvido em conjunto com a Caixa Econômica Federal, o Viver Bem foi instalado no bairro no dia 6 de abril de 2017. É realizado por meio de um Plano de Desenvolvimento Socioterritorial (PDST), com o objetivo de integrar melhor as comunidades onde os alunos estão inseridos, com atividades físicas, educativas e recreativas para todas as idades.

A programação de atividades inclui futebol, skate, muay thai, capoeira, axé, zumba, forró, dança de salão, oficina de brinquedos, funcional kids, balé, violão, percussão, grafite, arte circense, teatro, dança mix, pilates de solo, horta suspensa, arborização, oficina de reutilização de materiais recicláveis e ginástica para terceira idade. Não há limite de idade para participar.

 

Da REDAÇÃO

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS