Em três meses Rio Preto registra 1.865 casos de violação dos direitos de crianças e adolescentes

Disque 100 é um dos meios de realizar a denúncia, além do telefone, Ficha SINAN, Carta, ou no próprio Conselho Tutelar

Segundo dados do Conselho Tutelar de Rio Preto, até o mês de março deste ano, foram registrados 1.865 casos de violação dos direitos de crianças e adolescentes, sendo 1.402 no Conselho Tutelar Norte e 463 no Conselho Tutelar Sul.

Os maiores motivos denunciados, de acordo com dados do Conselho Tutelar, são evasão, negligência, maus tratos, abuso e violência sexual. Contudo, apesar do número grande de casos, a estatística vem caindo, principalmente, na comparação entre os anos de 2016, quando foram registrados 7.370 na cidade, contra 6.480, em 2017.

De acordo com o Ministério dos Direitos Humanos, os números rio-pretenses são melhores que a média nacional registrada no último ano. Ao todo, em 2017, foram 84.049 casos relatados no Brasil, somente através do Disque 100, um dos meios de realizar a denúncia. Na comparação com 2016, a quantidade de denúncias cresceu 7,2%.

Ainda segundo dados do Ministério dos Direitos Humanos, a maior parte das violações dos direitos de crianças e adolescentes apontadas é de negligência, com 72,1%, violência psicológica, com 47,1%, e violência sexual, com 24,2%.

As violações superam os 100%, porque, segundo o Ministério dos Direitos Humanos, cada denúncia pode conter mais de um tipo de violação e mais de uma vítima. Por isso, os 84.049 casos relatados somam um total de mais de 130 mil vítimas menores de 18 anos.

Sem necessidade de se identificar, as denúncias podem ser feitas pelo telefone, Ficha SINAN, Carta, Disque 100, ou pessoalmente no Conselho Tutelar, que após receber a denúncia realiza uma notificação, junto com visitas domiciliares, encaminhamentos e, em alguns casos, proteção imediata. 

Por Marcelo Schaffauser

SEM COMENTÁRIOS