Em meio a crise, Rio Preto tem contratado mais em 2017

FOTO GUILHERME BATISTA

Por dia cerca de 200 pessoas procuram a Secretaria de Trabalho e Emprego de Rio Preto, para cadastramento de currículos, tanto presencialmente na sede da pasta, como pelo site da Prefeitura. Segundo dados municipais, de janeiro a junho deste ano pelo serviço de Balcão de Empregos foram disponibilizadas 1.048 vagas de trabalho.

Os números se somam a uma modesta melhora no panorama da situação de empregabilidade na cidade, que contratou mais em 2017 e demitiu menos, se comparado ao mesmo período do ano passado. “Quando assumimos em janeiro, havia duas ou três vagas no Balcão, sendo que hoje temos diariamente cerca de uma centena. No próximo mês, duas grandes empresas se instalam no município, absorvendo mais 300 pessoas no mercado”, relata o secretário da pasta, Edemilson Favaron.

Dhoje Interior

Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), em Rio Preto foram admitidos 28.460 trabalhadores, de janeiro a junho deste ano. Mais de 1,5 mil contratações que no mesmo período do ano passado. Em contrapartida, apenas os meses de janeiro e junho de 2017 registraram mais demissões do que admissões. No mês de janeiro, 16 postos de trabalho foram fechados e, em junho, houve baixa de 124 vagas. O comércio registrou a queda de 114 vagas, enquanto construção civil e o setor de serviços tiveram a criação de novas vagas de emprego, com 81 e 53 vagas respectivamente.

As parcerias estaduais também foram importantes para melhorar este cenário, com a retomada das atividades da Comissão do Emprego, inoperante desde 2013. “Somente com essa reativação, que une poder público, representantes patronais e representantes dos trabalhadores, podemos ter acesso a programas do governo estadual. Mais do que isso, retomamos o diálogo e a gestão conjunta para ações em prol do trabalho no município”, explica Favaron.

Programas como Jovem Cidadão, Frente de Trabalho, Programa de Apoio à Pessoa com Deficiência, Programa Estadual de Qualificação Profissional e Time do Emprego estão sendo reativados já no segundo semestre de 2017.

Fonte: Priscila Carvalho – Redação jornal DHoje Interior