Em meio à briga pela presidência, Rubro viaja para encarar a Inter, em Bebedouro

Durante mais um capítulo da novela interminável sobre quem assume a presidência do clube, o América vai, ainda sem saber com qual presidente, até Bebedouro, neste sábado (19), encarar a Inter, a partir das 17h, no estádio Sócrates Stamato, pela 7ª e última rodada do primeiro turno da 4ª divisão do Campeonato Paulista.

Com 10 pontos e na terceira colocação do Grupo 2, dentro da zona de classificação para à próxima fase, o Rubro pega o líder da chave também sem saber quem deve comandar a equipe dentro de campo.

Atual treinador do time, Detto Pereira ainda pode dirigir o América, segundo o presidente reempossado ao cargo, Luiz Donizete Prieto, o Italiano. A decisão sairá na manhã deste sábado. “Vou conversar com o Zé Branco amanhã às 8h, para definir isso e quem levará o time até Bebedouro. Se ele bancar, pode levar e o Detto será o treinador. Senão nós levaremos e o técnico será o Douglas Barboza, com o Cuquinha de auxiliar”, afirmou Italiano, que promete mais mudanças quando assumir definitivamente o cargo na próxima segunda-feira.

“Vamos trocar o treinador. Isso é certeza. Falei com nomes como o Jamelli, o Miller, o Marcelo Passos e hoje (sexta-feira) conversei com o Vilson Taddei, mas ele tem uma viagem para o México e não pode assumir o América agora. Até quarta-feira vamos anunciar o novo treinador”, garantiu o presidente que voltou ao cargo devido a uma decisão judicial em segunda instância, na última quinta-feira.

Segundo o advogado de Italiano, Renato Custódio, porém, as chaves do clube ainda não foram entregues para ele. “Eles (jurídico do América) disseram que não entregariam as chaves, porque não tomaram ciência da liminar. Então, ficou para a manhã deste sábado, o Italiano e o Zé Branco conversarem para ver quem levará o time até Bebedouro”, disse.

De acordo com Marco Polo, advogado de José Carlos Pereira Neto, o Zé Branco, e que atualmente responde pelo jurídico do clube, ainda existe a possibilidade do agora ex-presidente voltar ao comando do Rubro. “Sim, existe porque a decisão do mandado de segurança é liminar”, explicou ele, afirmando também que nenhuma providência será tomada até o julgamento do mérito do mandado de segurança, que ainda não tem data para ser julgado.

Por Marcelo Schaffauser

SEM COMENTÁRIOS