Em caso de reeleição, Anderson Branco promete ‘brigar’ pela presidência da Câmara

Anderson Branco é autor de mais de 30 Projetos de Lei e lamenta não poder proibir o uso do Narguilé. Foto Ygor ANDRADE.

O vereador Anderson Branco (PL) tem se movimentado bastante nos últimos meses. Ele recentemente encaminhou projetos como isenção para idosos e deficientes físicos no estacionamento rotativo da Área Azul ou mesmo a obrigatoriedade da fixação de cartazes em que sejam explicados os malefícios do uso do Narguilé e seus componentes. Este, específico para tabacarias e locais onde seja comercializado ou permitido o uso do produto.

Sobre isso o vereador enfatiza que existem outros projetos no mesmo sentido.

“Esse projeto do Narguilé não é uma proibição, eu até gostaria de proibir, mas não posso. É mais uma questão de conscientização mesmo; as pessoas precisam saber que isso pode causar à elas”, esclareceu.

Apesar de emplacar projetos como esse, o vereador lamentou que outros estejam sofrendo para serem desenvolvidos. Segundo ele, alguns de seus projetos estão enfrentando a falta de vontade política e de diálogo. “Não sei porque o prefeito (Edinho Araújo) não me chama para dialogar, discutir e explicar o porquê das coisas estarem tão emperradas”, frisou.

O vereador se refere ao projeto de parceria público-privada que ele encaminhou ao Executivo que, segundo ele, atenderia uma média de duas mil crianças que estão sem vagas em creches.

“Não fizemos uma pesquisa mais aprofundada, mas esse número é uma estimativa daquilo que chega ao nosso gabinete. Infelizmente, não estou vendo vontade política por parte do Executivo. Não sei se é medo de aparecermos mais, mas o projeto não é feito para mim, e sim para a população que tanto nos procura”, lamentou.

Falando das questões políticas, o vereador nunca escondeu que pretende disputar uma reeleição, contudo as pretensões de Branco não se findam no fato de uma possível reeleição. Em seu primeiro mandato, o vereador quer alçar voos mais altos e, quem sabe, conseguir a presidência da Câmara Municipal.

“É uma vontade sim. Nunca escondi de ninguém que, apesar de estar no meu primeiro mandato, eu quero ser presidente da Câmara. Me considero um vereador da nova política, com ideias novas e vamos sonhar sim”, disse o vereador que também já sonhou com o cargo de deputado estadual, disputado em 2018.

Formado em Ciências Sociais e Gestão Pública, o vereador que também é barbeiro, é autor de mais de 30 projetos de Lei. “Ainda vamos fazer uma prestação de contas, vamos fazer uma balanço desses últimos dois anos e meio, mas posso considerar que todos os nossos caminhos foram traçados com humildade”, destacou o vereador.

Sobre uma possível saída do PL, notícia desmentida pelo vereador quando de sua publicação, Anderson ressaltou que, atualmente, não tem problemas com o partido, mas que ainda é muito cedo para dizer qualquer coisa.

“Não diria satisfeito, mas estou tranquilo. A janela partidária é em março então acredito que em janeiro teremos algumas definições. Mudanças tendem a acontecer, mas caso elas não estejam de acordo com aquilo que considero o ideal, não há porque continuar”, enfatizou Anderson Branco que relembra ter sofrido alguns ataques no início de seu mandato.

“Sempre tive contato e nunca escondi meu posicionamento político. O fato de conhecer o presidente, de expor fotografias, de ser amigo do ex-senador Magno Malta, da Ministra Damares, me colocou nos holofotes. Hoje, graças a Deus, as pessoas estão olhando mais para o nosso trabalho e vendo que somos capazes”, finalizou o vereador, prometendo mais projetos e trabalho ainda este ano.

Por Ygor Andrade

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS