Em audiência Guedes dá esperança para aprovados em concurso

Em audiência virtual nesta quinta-feira (3) o deputado federal Luiz Carlos Motta (PL) questionou o ministro da Fazenda Paulo Guedes sobre a proibição imposta pela Lei 173/2020 que estabeleceu proibições para contenção de gastos públicos, dentre elas a suspensão das validades dos concursos públicos até 31 de dezembro de 2020.

Segundo Motta, muitos das pessoas aprovadas em concursos já tinham feito até os exames médicos e também se desligaram dos empregos anteriores, mas acabaram não tomando posse por conta da pandemia inicialmente e depois por conta das limitações da lei 173.

Dhoje Interior

O ministro Guedes afirmou que existe uma nova interpretação da AGU (Advocacia Geral da União) e da PGFN (Procuradoria Geral da Fazenda Nacional) que pessoas que já tinham passado no concurso antes da lei 173 poderão ocupar as vagas que foram criadas antes das restrições. “Parece que eles poderão ocupar vagas que já estavam designadas, sem que haja novas aberturas de postos de trabalho. São postos antigos que já estavam abertos” salientou o ministro.

Em Rio Preto temos a situação referente aos aprovados no concurso da educação e da saúde, nos últimos cinco meses os aprovados no ano passado no concurso da Educação fizeram diversos protestos cobrando da administração municipal a posse dos cargos. Com essa decisão eles ganham força para ampliar a pressão.

Em nota a Prefeitura não quis se posicionar sobre a fala do ministro Guedes que abriria a brecha jurídica para a contratação dos aprovados que estão na esperada da posse.

Por Sérgio SAMPAIO – Da Redação Jornal DHoje Interior