Em apoio aos caminhoneiros, ciclistas realizam manifesto em Rio Preto

Ciclistas se reuniram em frente à Câmara Municipal dos Vereadores para realizar passeata pela cidade nesta terça-feira

Cerca de 100 ciclistas se reuniram no começo da noite desta terça-feira (29), em frente à Câmara Municipal dos Vereadores de Rio Preto para apoiar a greve dos caminhoneiros, que chegou ao nono dia. Os manifestantes iniciaram o trajeto na avenida Alberto Andaló e passaram pelas principais avenidas da cidade, apoiados por veículos que provocaram um buzinaço.

Um dos líderes da manifestação dos ciclistas, Diego Felipe Hannouche explicou os motivos do manifesto. “Aproveitamos a manifestação dos caminhoneiros para mostrar nossa insatisfação com a corrupção, com a forma que o governo está tratando o dinheiro público e já tinha um pessoal querendo ciclovias na cidade também e juntamos esse grupo que estava querendo ciclovias na cidade, que é um transporte sustentável, para realizar o manifesto”, disse ele, que completou.

“O pessoal que está disputando e pagando R$ 5 no litro de combustível, se tivesse bicicleta estaria economizando e tendo saúde. E se tivesse as ciclovias, com certeza, mais pessoas estariam andando de bicicleta, o ar seria mais limpo, a cidade mais limpa, iria trazer mais turismo para a cidade, como em países europeus, que tem a ciclovia e há muitos anos quando foi implantado o pessoal não queria e hoje o pessoal anda basicamente de bicicleta. Só utilizando o carro quando precisa fazer uma viagem. Então, é isso que a gente quer trazer. Vai demorar um pouquinho? Vai. Mas se não começar, nunca vai ter”, concluiu Hannouche.

Por Marcelo Schaffauser

SEM COMENTÁRIOS