Educação entrega 30 mil Kits de Alimentação e leva merenda a 75% dos alunos

Fotos: Divulgação/SMCS

Desde o início do recesso escolar pelo coronavírus, foram realizados 161 mil atendimentos únicos em distribuição de alimentos perecíveis e não perecíveis

30.720. Esse número representa cada um dos estudantes da rede municipal de ensino de São José Rio Preto que receberão, nesta semana, mais uma remessa de Kits de Alimentação Escolar, solução encontrada para garantir o direito à merenda escolar mesmo durante o recesso de aulas para conter o espalhamento do coronavírus.

Dhoje Interior

Hoje, dia 4, e amanhã, 5 de junho, a Secretaria de Agricultura e Abastecimento, apoiada pela Secretaria de Educação, realiza a terceira entrega de kits com alimentos não perecíveis, também chamados de secos, e nesta semana ainda antecipa a distribuição de proteína, com a entrega de 1kg de filezinho de frango (sassami).

“As primeiras entregas, feitas em abril, atenderam 14.958 alunos cadastrados, tanto com o kit de alimentos não perecíveis como o de perecíveis. Em maio, foram 28.747 crianças. Como mantivemos [e continua mantido] o cadastramento, a adesão aumentou muito e dobramos o número de crianças atendidas”, conta o secretário de Agricultura e Abastecimento, Pedro Pezzuto.

Com isso, 75% dos alunos matriculados na rede municipal, em creches e escolas, estão recebendo os alimentos, que equivalem à merenda e são um complemento nutricional.

“É uma enorme força-tarefa que está sendo possível graças à organização na Divisão de Merenda Escolar da Coordenadoria de Segurança Alimentar e Nutricional e Coordenadoria de Apoio e Fomento Agropecuário, que permite articular desde a produção no campo, garantindo a continuidade das compras da Agricultura Familiar, até a logística de distribuição nas escolas”, completa.

Como de costume, serão distribuídos dois tipos de kits de alimentos não perecíveis, em quantidade suficiente para os próximos 30 dias.

O tipo para crianças de 3 meses a 1 ano e 11 meses contém: 2kg de arroz, 1kg de feijão, 2kg de leite em pó, 500g de farinha de milho flocada, 500g de macarrão, 500g de amido de milho e 1 pacote de biscoito (400g). Já o kit para crianças a partir de 2 anos tem: 2kg de arroz, 1kg de feijão, 1kg de farinha de trigo, 1kg de leite em pó, 1kg de açúcar, 1kg de achocolatado, 500g de fubá, 500g de macarrão, 1 de óleo (900ml), 1 pacote de biscoito (400g), 1 lata de sardinha (120g) e 1 extrato de tomate (340g).

Cada um deles também acompanhará uma porção de proteína, sendo 1kg de filezinho de frango (sassami). O alimento, que costuma compor o kit de alimentos perecíveis, será adiantado por causa do cronograma de entregas em junho. Neste mês, os kits com frutas, legumes, verduras, pão e nova proteína serão entregues nos dias 18 e 19.

“O feriado de Corpus Christi, no dia 11, alterou a logística de distribuição. Por isso, reforçamos o último kit de perecíveis, entregue na semana passada, e estamos adiantando a proteína agora. Tudo em quantidade suficiente para cada período e cada aluno cadastrado”, explica Pezzuto.

Nesta semana, os kits também serão acompanhados de uma cartilha com orientações sobre podas de árvores. A iniciativa é uma parceria com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo dentro da semana do Meio Ambiente.

As retiradas deverão ocorrer exatamente nos dias anunciados para evitar a exclusão automática dos cadastrados faltosos.

Escolas e equipe de merendeiras estão preparadas para realização das entregas com medidas de higienização e distanciamento físico para prevenção ao coronavírus. Não há necessidade de aglomeração de pessoas nos locais de retirada dos kits, pois todos os cadastrados no período têm fornecimento garantido.

O cadastramento para solicitação de Kit de Alimentação Escolar continua sendo feito em todas as escolas e creches municipais enquanto as aulas estiverem suspensas. As solicitações feitas em junho serão atendidas a partir da primeira semana de julho.

BALANÇO DO AÇÃO

O fornecimento do Kit de Alimentação Escolar foi uma medida inovadora implantada pela Prefeitura de Rio Preto – logo após a determinação de suspensão de aulas como medida de enfrentamento à pandemia de coronavírus –, a fim de garantir complementação alimentar e nutricional equivalente à merenda.

No mês de abril, foram realizados 74.790 atendimentos, considerando as distribuições de alimentos não perecíveis (suficientes para 30 dias) e perecíveis (suficientes para cada semana) para cada uma das 14.958 crianças cadastradas.

No mês de maio, quando o número de alunos subiu para 28.747, foram realizados 86.241 atendimentos, incluindo a distribuição de alimentos não perecíveis (mensal) e perecíveis, então reorganizada para cada 15 dias.

O tipo e a quantidade de alimentos, assim como a qualidade deles, atendem aos critérios do PNAE – Programa Nacional de Alimentação Escolar e correspondem à alimentação que seria ofertada como merenda escolar.

Da REDAÇÃO