Edital para propostas para o Parque Tecnológico é aberto

Anúncio da abertura de licitação para instalação de empresas no Parque Tecnológico

Na tarde desta quarta-feira (13), o prefeito Edinho Araújo fez a abertura do edital para recebimento de propostas de empresas para ingresso no Centro Empresarial do Parque Tecnológico de Rio Preto e para o Centro Incubador de Empresas.

Ao todo são 31 vagas para empresas com base tecnológica se instalar no Parque Tecnológico, onde elas terão acesso a diversos serviços, como por exemplo, espaço para construção do módulo, salas de reunião e treinamento, auditório, consultorias técnicas, gestão da inovação e de projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação, entre outros.

Para o Parque Tecnológico serão selecionados negócios inovadores com alto valor agregado e uso intensivo de tecnologias, preferencialmente ligados às áreas de tecnologia biomédica, biotecnologia, tecnologia da informação e comunicação, química fina, design e agronegócios.

Secretário de Planejamento, Israel Cestari comentou sobre o ganho econômico que a cidade terá com a chegada de novas empresas. “Economicamente esse valor é um valor mental. Esse valor você não mede, porque extrapola o dinheiro. Esse passo que nós demos hoje você traz a tecnologia, a ciência e isso é incalculável para a cidade, porque isso traz o progresso e traz Rio Preto no mapa do futuro, que é o mundo de hoje, o mundo do desenvolvimento intelectual, do conhecimento, da tecnologia”, afirmou.

Sobre a expectativa para o início dos trabalhos das empresas no Parque Tecnológico, previsto para o mês de outubro, Cestari espera que todas cumpram os prazos estipulados no edital e que ao menos 30 novas empresas venham para Rio Preto.

“Tudo depende dos projetos. Lá nós temos módulos de 60 metros. De repente o projeto da empresa é para um módulo de 30. Então, um módulo de 60 teremos duas. Mas pode ter uma empresa que o módulo dela seja 180 e teremos em um espaço que teria três, uma só. Então, aí é que entra a seleção, o que é mais interessante nesse momento e aí vai ser definido um número. Mas nós temos outro prédio que estando esse preenchido nós iniciamos o mesmo processo para o outro”, disse o secretário, que concluiu.

“Acredito que as incubadoras, que podem ter 20, 25 empresas para trabalhar. Tudo depende também do número, por isso é muito difícil. Mas acredito que no mínimo umas 20 empresas e no espaço empresarial, no mínimo, umas 10 empresas”, finalizou.

Por Marcelo Schaffauser

SEM COMENTÁRIOS